sábado, 11 de dezembro de 2010

As Lições de Gustavo Corção

Durante os últimos dias meu pai esteve lendo 'Lições de Gustavo Corção'. Tendo sido vizinho, admirador e leitor fiel do dr. Corção, como ele ainda o chama, ficou encantado ao descobrir que o livro foi escrito pela filha caçula do seu querido amigo Cláudio Braga. "Uma das melhores pessoas que conheci", me diz meu pai. Pois hoje fui à livraria Lumen Christi com algumas incumbências, entre elas descobrir como se comunicar com o Cláudio. Lá tive a alegria de conhecer a professora de História da Igreja e autora do livro, Marta Moniz Braga, além de conseguir o telefone do seu pai. De quebra, tiramos juntas essa foto e reencontrei algumas pessoas queridas. Que sábado feliz para todos nós!


Marta e eu

A livraria Lumen Christi está na rua Dom Gerardo 46, Centro do Rio de Janeiro. Fica embaixo do Mosteiro São Bento, bem perto do ponto de ônibus. O livro também pode ser comprado pela internet na editora Quadrante (R$ 28,00), um ótimo presente de Natal!

sábado, 20 de novembro de 2010

Porcelain Unicorn



Este vídeo ganhou o primeiro prêmio na competição "Tell it your way", da Philips. Os créditos podem ser vistos no site.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Recomeçar a cada dia

"A luta é árdua, mas quem foge dela não terá depois o prazer da vitória"

fotos de Andre Brandão em escalada no morro da Urca

A frase que abre a postagem é de Dalva Tabachi, mãe de Ricardo e autora de "Mãe, me ensina a conversar". Encontrei a citação no blog Recomeçando aos Cinco, de Erica e Gustavo, pais do Gabriel. O blog é uma leitura básica sobre desafios do autismo, perseverança e amor incondicional. O livro ainda não li. Pode ser comprado nas Lojas Americanas, por R$ 14,90.

Incrível e maravilhoso o quanto evoluiu a maneira de lidar com crianças com necessidades especiais, portadores de autismo, esquizofrenia, paralisia cerebral, síndrome de Down. Há 5 décadas muitos pais entrariam em desespero e não saberiam o que fazer ou onde procurar ajuda. Hoje buscam auxílio e começam imediatamente um programa de estimulação precoce com o bebê, além de crescer em paciência, carinho e encorajamento, o que acaba tendo um efeito positivo sobre eles mesmos e todo o ambiente.

sábado, 13 de novembro de 2010

Projeto AFIN



O Projeto de Atividade Física Inclusiva oferece aulas gratuitas de natação e hidroginástica para pessoas portadoras de deficiências e as demais que desejem se exercitar na piscina da Estação Rádio da Marinha, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro.

Cristine Ottoni Lourenço é a coordenadora do projeto AFIN, que já existe há seis anos, tem 400 alunos inscritos e uma lista de espera de mais de 1000. A inspiração da professora de Educação Física foi seu irmão Cadu, que é portador da síndrome de Down. Cristine sentia que era preciso evitar a situação de exclusão em que viviam as pessoas com algum tipo de deficiência. O projeto AFIN recebe pessoas de todas as classes sociais, idades, portadoras ou não de deficiências. Para ser expandido, precisa de mais patrocinadores, além da prefeitura. A idéia é implantar outros esportes, como judô e ginástica artística.


Cristine e bebê

As aulas são realizadas de terças a sextas-feiras, pela manhã e à tarde. Mais detalhes com a coordenadora Cristine Ottoni nos telefones: 7836-5774 e 3253-5274. A professora, formada pela UFRJ, teve na mãe Cecília um modelo de valores e superação da adversidade. A receita é sempre a mesma: muito amor, disciplina, conhecimento e estímulo.

Descobri o projeto AFIN em programa da Globonews (canal 40). Aprendi o resto no blog do Anderson Wasser e na página da Ilha Notícias On Line


Cristina Ottoni Lourenço e família

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Lições de Gustavo Corção


A Editora Quadrante acaba de lançar obra sobre a vida do escritor católico Gustavo Corção, de autoria de Marta Braga, Doutora em História Contemporânea pela Universidade de Navarra. Peguei hoje cedo e não consigo largar. Aonde vou, carrego o livro. Marta enxerta a biografia com trechos dos livros de Corção. Na sala de espera do dentista, meus olhos se encheram de lágrimas, não de medo dos procedimentos dolorosos que me aguardavam, mas de emoção ao ler a passagem em que o escritor lembra a coragem de sua mãe ao enfrentar dificuldades para manter os cinco filhos.

"Quem achará a mulher forte? (...) Todas as vezes que leio esta passagem do Livro da Sabedoria, vem-me ao espírito e ao coração uma onda de agradecimento a Deus e à mulher forte que amparou e alegrou nossa infância. (...) Minha mãe, viúva aos vinte e seis anos, apesar dos hábitos de abastança, agarrou-se à máquina de costura, e durante mais de dois anos trabalhou das cinco da manhã até altas horas da noite, para nos manter. Nesse tempo, o Estado não era esta imensa mamadeira de leite aguado em que hoje se transformou: em compensação, se o Estado não ajudava, também não atrapalhava (...); pudemos nos enquadrar dentro de um orçamento severo mas tranquilo, e tivemos uma infância toda iluminada de pobreza feliz." (citação de Conversa em Sol Menor, Agir, Rio de Janeiro, 1980, págs. 64-65)

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

A Sorrir Premiado! Obrigada Maitê!



"Este selo representa uma rede infinita de indicação dos melhores blogs da internet no Brasil. Significa que a Sunshine Award está reconhecendo o ótimo trabalho realizado em seu blog! O selo e o prêmio servem de reconhecimento e iniciativa aos trabalhos dos blogueiros de todo Brasil, criando uma rede de indicações e blogs." Recebi o selo da Maitê Tosta do blog Chez Maite.

Quem recebe o selo deve seguir algumas regrinhas:

1- Criar uma postagem sobre o prêmio.
2- Criar um link do blog que o indicou.
3- Indicar 12 blogs p/ Sunshine Awards (não tem problema indicar para alguém que já recebeu)
4- Informar aos indicados sobre o prêmio.

Indico 6 blogs:

Negócios de Familia

Vida em Sociedade


Judô Master RJ

Aventuras na Cozinha

Blog Bairro das Laranjeiras

Recomeçando aos Cinco

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Deixando Rastros

Nasceu há quatro dias um novo blog: Deixando Rastros. Já me fez sorrir sua primeira sugestão. Lembra-nos de investir em nossos relacionamentos, avivar a paixão, olhando verdadeiramente para aquela pessoa com quem nos comprometemos e é nosso verdadeiro grande amor. Nós mulheres muitas vezes procuramos na tela do cinema ou nos romances o que poderíamos estar vivendo em nosso próprio lar.

Pois o meu amor hoje arrumou nossa cama, enquanto eu saía para fazer algumas compras no bairro. Antes mesmo de entrar no quarto, já pude ver a colcha esticada e as almofadas bem dispostas. Ele se importa comigo e me cumula de gentilezas há 37 anos. Sei que não poderia ter escolhido parceiro melhor! Graças à lembrança do blog "Deixando Rastros", vou pensar em alguma gentileza para retribuir.

De A Sorrir
'Tea and Fireplace' de Norman Rockwell

sábado, 30 de outubro de 2010

Brasil aprova a ficha suja

artigo do escritor Guilherme Fiúza

"Seja qual for o resultado das eleições presidenciais, 2010 ficará marcado como o ano do movimento cívico que aprovou a ficha suja na política brasileira.

A opinião pública, distraída como sempre, está eufórica com a Lei da Ficha Limpa - que barra candidatos com maus antecedentes, como o lendário Jader Barbalho. Sem querer estragar a festa, é preciso dar a má notícia: Jader, Roriz e companhia são gotas no oceano diante dos métodos políticos que estão sendo aprovados, ao mesmo tempo, pela mesma opinião pública, na campanha presidencial.

A imprensa fez a sua parte. Mostrou, de forma quase didática, o jeito Dilma de governar. Não se trata de uma denúncia aqui, ou um escândalo ali. Trata-se de uma cultura. O que o Brasil viu - ou deveria ter visto - acontecer na Casa Civil ou na Receita Federal não foi uma coleção de deslizes. Foi um método de ação, um plano de governo. Sucessora de José Dirceu, Dilma Rousseff trouxe Erenice Guerra. Investiu tudo nela e promoveu sua ascensão meteórica de funcionária obscura a ministra mais importante da República.

A eficiência de Erenice é incontestável. Montou uma rede de tráfico de influência no ministério em menos de 6 meses. Pode-se imaginar o que faria em 4 anos, como principal ministra de Dilma.

Ao fundo, a espionagem na Receita a serviço do comitê da candidata do PT - mesma Receita que já havia sido fustigada por Dilma, segundo a ex-secretária Lina Vieira, para aliviar um processo do filho do Sarney. O Estado é deles. Se não fosse, qual seria a graça de pegar o poder?

As agências reguladoras, criadas justamente para despolitizar o Estado - quem foi o louco que inventou isso? - foram retomadas pela sanha partidária. E devidamente desmoralizadas. O IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), importante referência na análise conjuntural, foi convertido em propagador de ideologia petista. Os Correios, pilar da unificação continental brasileira, mudaram de prioridade: antes da entrega de cartas, a entrega de cargos. Ali também chegou um dos tentáculos de Erenice, a fiel escudeira de Dilma e do PT.

Diante dessa colonização da máquina pública, chega a ser comovente o grito genérico do povo contra as privatizações. O brasileiro teme a alienação do patrimônio estatal. Não toquem nos nossos parasitas.

Lula tem toda a razão quando diz que não se pode reclamar de falta de liberdade de imprensa em seu governo. De fato, a imprensa mostrou a farra toda. E mostrou fartamente quem é, ou melhor, quem não é Dilma Rousseff, além de uma testa de ferro desse projeto de sucção partidária do Estado. Não viu quem não quis. E a massa de votos apontados para a madrinha de Erenice, outdoor do assalto "progressista" à coisa pública, não deixa dúvidas: a ficha suja é um sucesso no Brasil.

A miopia é mesmo um grande tranquilizador de consciência. O eleitor de Dilma ainda se sente à vontade para patrulhar os outros. Afinal, Dilma é Lula, e Lula é o pai dos pobres. No Rio de Janeiro, capital nacional da esquerda festiva, já brota uma certa hostilidade moral contra os que não apoiam "a presidenta". O politicamente correto continua sendo o melhor disfarce para o intelectualmente estúpido.

Esse Brasil supostamente solidário - ficha suja e cara limpa - ama Lula pelo motivo errado. O governo que se encerra foi positivo em um aspecto crucial: garantiu a estabilidade política, com as instituições funcionando normalmente, artigo raro numa República que marcha aos trancos e barrancos. Isso se deveu em grande medida à ampla representatividade de Lula, e à sua habilidade pessoal. Esta foi a base da manutenção da estabilidade econômica - e do progresso social advindo dela - que o Brasil resolveu acreditar ser obra do governo bonzinho de um presidente pobre.

E onda brota a mistificação, como se sabe, a ignorância e a má fé se confundem. A comparação de indicadores econômicos do último ano de Fernando Henrique com números atuais não é honesta. Circula na internet um comentário do jornalista Joelmir Beting comparando PIB, juros, inflação, etc, de 2002 e 2010, como argumento para a aposta em Dilma. Uma fraude.

O governo anterior tirou a economia brasileira do pântano. Controlou a inflação, apesar da oposição do PT. Mesmo abalroado pelas duas maiores crises financeiras dos últimos 20 anos (dos Tigres Asiáticos e da Rússia), deixou as bases institucionais para o crescimento. Os indicadores de 2002 refletiam essa conjuntura de transição, além do risco Lula - que só desapareceu quando ele comprometeu-se com a política econômica de FH.

Em sua campanha, Dilma apropriou-se do feito de Pedro Malan, da foto de Norma Benguell e da assinatura de Ruth Rocha, entre outras licenças poéticas. Mas o que é genuinamente seu, até o momento, é o legado de Erenice. Cada um com a sua ficha."
(artigo de Guilherme Fiúza no Globo de 30/10/2020)
ilustração do blog Xingu Vivo para Sempre

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Bento XVI Fala aos Bispos Brasileiros


O Papa Bento XVI recebeu nesta manhã em audiência no Vaticano o grupo de bispos do Regional Nordeste 5 da CNBB, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Leia abaixo a íntegra do discurso de Bento XVI:
"Amados Irmãos no Episcopado,

«Para vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo» (2 Cor 1, 2). Desejo antes de mais nada agradecer a Deus pelo vosso zelo e dedicação a Cristo e à sua Igreja que cresce no Regional Nordeste 5. Lendo os vossos relatórios, pude dar-me conta dos problemas de caráter religioso e pastoral, além de humano e social, com que deveis medir-vos diariamente. O quadro geral tem as suas sombras, mas tem também sinais de esperança, como Dom Xavier Gilles acaba de referir na saudação que me dirigiu, dando livre curso aos sentimentos de todos vós e do vosso povo.

Como sabeis, nos sucessivos encontros com os diversos Regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, tenho sublinhado diferentes âmbitos e respectivos agentes do multiforme serviço evangelizador e pastoral da Igreja na vossa grande Nação; hoje, gostaria de falar-vos de como a Igreja, na sua missão de fecundar e fermentar a sociedade humana com o Evangelho, ensina ao homem a sua dignidade de filho de Deus e a sua vocação à união com todos os homens, das quais decorrem as exigências da justiça e da paz social, conforme à sabedoria divina.

Entretanto, o dever imediato de trabalhar por uma ordem social justa é próprio dos fiéis leigos, que, como cidadãos livres e responsáveis, se empenham em contribuir para a reta configuração da vida social, no respeito da sua legítima autonomia e da ordem moral natural (cf. Deus caritas est, 29). O vosso dever como Bispos junto com o vosso clero é mediato, enquanto vos compete contribuir para a purificação da razão e o despertar das forças morais necessárias para a construção de uma sociedade justa e fraterna. Quando, porém, os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas o exigirem, os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas (cf. GS, 76).

Ao formular esses juízos, os pastores devem levar em conta o valor absoluto daqueles preceitos morais negativos que declaram moralmente inaceitável a escolha de uma determinada ação intrinsecamente má e incompatível com a dignidade da pessoa; tal escolha não pode ser resgatada pela bondade de qualquer fim, intenção, conseqüência ou circunstância. Portanto, seria totalmente falsa e ilusória qualquer defesa dos direitos humanos políticos, econômicos e sociais que não compreendesse a enérgica defesa do direito à vida desde a concepção até à morte natural (cf. Christifideles laici, 38). Além disso no quadro do empenho pelos mais fracos e os mais indefesos, quem é mais inerme que um nascituro ou um doente em estado vegetativo ou terminal? Quando os projetos políticos contemplam, aberta ou veladamente, a descriminalização do aborto ou da eutanásia, o ideal democrático – que só é verdadeiramente tal quando reconhece e tutela a dignidade de toda a pessoa humana – é atraiçoado nas suas bases (cf. Evangelium vitæ, 74). Portanto, caros Irmãos no episcopado, ao defender a vida «não devemos temer a oposição e a impopularidade, recusando qualquer compromisso e ambigüidade que nos conformem com a mentalidade deste mundo» (ibidem, 82).

Além disso, para melhor ajudar os leigos a viverem o seu empenho cristão e sócio-político de um modo unitário e coerente, é «necessária — como vos disse em Aparecida — uma catequese social e uma adequada formação na doutrina social da Igreja, sendo muito útil para isso o "Compêndio da Doutrina Social da Igreja"» (Discurso inaugural da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, 3). Isto significa também que em determinadas ocasiões, os pastores devem mesmo lembrar a todos os cidadãos o direito, que é também um dever, de usar livremente o próprio voto para a promoção do bem comum (cf. GS, 75).

Neste ponto, política e fé se tocam. A fé tem, sem dúvida, a sua natureza específica de encontro com o Deus vivo que abre novos horizontes muito para além do âmbito próprio da razão. «Com efeito, sem a correção oferecida pela religião até a razão pode tornar-se vítima de ambigüidades, como acontece quando ela é manipulada pela ideologia, ou então aplicada de uma maneira parcial, sem ter em consideração plenamente a dignidade da pessoa humana» (Viagem Apostólica ao Reino Unido, Encontro com as autoridades civis, 17-IX-2010).

Só respeitando, promovendo e ensinando incansavelmente a natureza transcendente da pessoa humana é que uma sociedade pode ser construída. Assim, Deus deve «encontrar lugar também na esfera pública, nomeadamente nas dimensões cultural, social, econômica e particularmente política» (Caritas in veritate, 56). Por isso, amados Irmãos, uno a minha voz à vossa num vivo apelo a favor da educação religiosa, e mais concretamente do ensino confessional e plural da religião, na escola pública do Estado.

Queria ainda recordar que a presença de símbolos religiosos na vida pública é ao mesmo tempo lembrança da transcendência do homem e garantia do seu respeito. Eles têm um valor particular, no caso do Brasil, em que a religião católica é parte integral da sua história. Como não pensar neste momento na imagem de Jesus Cristo com os braços estendidos sobre a baía da Guanabara que representa a hospitalidade e o amor com que o Brasil sempre soube abrir seus braços a homens e mulheres perseguidos e necessitados provenientes de todo o mundo? Foi nessa presença de Jesus na vida brasileira, que eles se integraram harmonicamente na sociedade, contribuindo ao enriquecimento da cultura, ao crescimento econômico e ao espírito de solidariedade e liberdade.

Amados Irmãos, confio à Mãe de Deus e nossa, invocada no Brasil sob o título de Nossa Senhora Aparecida, estes anseios da Igreja Católica na Terra de Santa Cruz e de todos os homens de boa vontade em defesa dos valores da vida humana e da sua transcendência, junto com as alegrias e esperanças, as tristezas e angústias dos homens e mulheres da província eclesiástica do Maranhão. A todos coloco sob a Sua materna proteção, e a vós e ao vosso povo concedo a minha Benção Apostólica."

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Herança Bendita de FHC


Ontem, minha afilhada me escreveu solicitando uma avaliação do governo de Fernando Henrique Cardoso. Como outros jovens, ela era um bebê durante o período da inflação galopante e não esteve consciente do sucesso do Plano Real. Não puderam constatar a competência e dignidade de Pedro Malan na gestão de nossa economia. Gosto de lembrar também a atuação de Paulo Renato no Ministério da Educação e a coragem de Serra ao enfrentar os grandes laboratórios e tornar realidade os medicamentos genéricos. Respondi por e-mail à querida Isabella, mas aqui respondo aos outros adolescentes que já me fizeram pergunta idêntica.

Como estou preguiçosa nesse pós-feriado, valho-me do que escreveu hoje o antropólogo Roberto DaMatta (Globo, 13/10/10), de uma maneira que me pareceu justa com os fatos e mais eficaz do que minha memória. "(...) FHC, cujo governo promoveu a entrada do Brasil neste mundo indigno de competição, mercado, telefonia para todos, internet, venda de bancos estatais podres, crédito farto porque a moeda é - depois de décadas - estável e forte, disciplina fiscal, reformulação da previdência, bolsas para os carentes e, acima de tudo, um governo no qual o presidente tinha noção de limites. Sabia o significado profundo do cargo que ocupava e o honrava com todas as letras. Procurava, mesmo na esfera escorregadia da política, manter distância, embora fosse alvo de agressões incivilizadas da oposição petista."

O próprio Lula reconheceu, sinceramente agradecido, a isenção e compostura de Fernando Henrique durante a campanha eleitoral de 2002.

Para 2011, desejo que o (a) presidente do Brasil tenha noção de seus limites, que respeite as crenças do povo brasileiro, protegendo a vida humana desde o momento da concepção, já que a sobrevivência dos animais tem adeptos fervorosos. De quebra, aviso ao meu candidato: detesto irresponsabilidade fiscal, voto em lista e CPMF.

Em resumo, meus caros jovens, desconfiem da isenção de quem não reconhece a herança bendita de FH. No íntimo, Lula reconhece.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Marina Silva brilhou!


Marina Silva deu uma arrancada final e sensibilizou os que acreditam que a política deve ser uma atividade exercida para o bem do povo e não para lucro dos partidos e amigos dos eleitos. Seu discurso sincero chegou aos jovens e aos que defendem a dignidade da pessoa humana, da concepção até o fim natural da vida. No Rio de Janeiro recebeu 31, 52% dos votos válidos e no Distrito Federal foi a mais votada, com 41,96%. Isso me faz sorrir!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Escola Municipal João de Deus


Jornal Futura - 11/08/2010

Luciana Landrino há vinte anos é diretora da Escola Municipal João de Deus. Nos primeiros 4:25 minutos da entrevista do Canal Futura, Luciana conta como a leitura e a produção de textos melhorou o desempenho dos estudantes da escola. Em 2009, a média das nota no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) dos alunos do pequeno colégio da Penha Circular foi 7,8. Essa nota foi superior a de todas as outras escolas do Rio de Janeiro, inclusive particulares.

Toda semana os 298 alunos do ensino fundamental levam 2 livros para casa. As meninas amam poesia e os meninos adoram Ziraldo. Os mais velhos já lêem Ferreira Gullar, Adélia Prado, Shakespeare. Outros favoritos são Cecília Meireles, Vinícius e Machado de Assis. A mesma receita foi usada pela professora Marva Collins com estudantes das escolas públicas de Chicago. Crianças precisam entrar em contato com as obras clássicas, inspirar-se e treinar a sensibilidade para o belo. São verdades básicas que funcionam em qualquer tempo e lugar.

"Amai a arte por ela mesma e então ser-vos-á dado tudo quanto necessiteis. Esta devoção à beleza e à criação das coisas magníficas é a pedra de toque de todas as grandes nações civilizadas." (Oscar Wilde - O Renascimento Inglês da Arte)

"A única coisa que a água não leva é o conhecimento." (Luciana Landrino)


segunda-feira, 20 de setembro de 2010

De Serra de Terra de Mar


e a serra florando em frente, lavava seus pés no mar...
(Geraldo Vandré)

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Missa Tridentina de volta aos domingos

Leanna Scal

No dia 19 de setembro retorna à cidade do Rio de Janeiro a celebração da Missa Tridentina, popularmente conhecida como a “missa em latim”. Caída em desuso após a reforma litúrgica dos anos 60, a Missa Gregoriana é pouco conhecida atualmente, mas, pelo menos uma vez ao ano, não deixou de ser celebrada no Outeiro da Glória.

O retorno da Missa Tridentina ao Rio surgiu a partir de um pedido do Arcebispo Dom Orani João Tempesta. A iniciativa também vem ao encontro das diretrizes do Papa Bento XVI, que há três anos publicou um “motu proprio”, uma espécie de “decreto autônomo” liberando e incentivando o uso da Liturgia Tradicional em todo o mundo.

O Capelão da Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, Monsenhor Sergio Costa Couto está ajudando o Arcebispo na tarefa de implementar a Missa. Ele explicou que, a partir do decreto do Papa João Paulo II, todo sacerdote de rito latino pode celebrar essa missa na forma antiga, como está no manual de 1963, feito pelo Papa João XXIII.

- Essa missa é celebrada em latim, podendo, eventualmente, fazer as leituras em português. Percebe-se que há uma demanda muito grande de pessoas afeiçoadas às práticas tradicionais, explicou.

Ele contou que fiéis desvinculados da linha pastoral moderna, que predomina no ambiente católico atual, buscam a missa em latim. Curiosamente, esta parcela de fiéis é composta, em sua maioria, por jovens entre 20 e 30 anos, que já nasceram sob a vigência da missa reformada, mas conheceram e simpatizaram com esta forma de Liturgia Tradicional.

Ele acrescentou que as diferenças entre a antiga e a nova liturgia vão muito além do idioma, envolvem as fórmulas, as orações, os gestos, a postura do padre (de costas para a assembléia), os cantos.

A partir do próximo dia 19, a Forma Extraordinária do Rito Romano, ou Missa Tridentina, será celebrada regularmente aos domingos, às 9h, na Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, até que seja definida uma paróquia definitiva para abrigar os fiéis da Liturgia Tradicional. Quem presidirá será Dom Fernando Areas, Bispo da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, em Campos, criada em 2002 pelo Papa João Paulo II.

A Paróquia Nossa Senhora do Carmo da antiga Sé fica à Rua Sete de Setembro, 14, no Centro.

*Colaboração: Acleir Silva

Artigo original na página da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Lula rebaixa a cidadania


Lula rebaixa a cidadania
artigo de Merval Pereira
O mais espantoso na atuação do presidente Lula no episódio das quebras múltiplas de sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB, até mesmo a filha do candidato tucano à Presidência da República, é como ele manipula seus seguidores, explorando-lhes a boa-fé e, sobretudo, a ignorância. José Serra lamentou que Lula tenha “debochado de coisa séria” quando fez análises nada republicanas sobre o episódio. Segundo o presidente, em cima de um palanque, o episódio não passa de “futrica”, e o candidato do PSDB “está nervoso” com a previsão de derrota e está usando sua família “para se fazer de vítima”.

Para ler a continuação do artigo de Merval Pereira, clicar no link.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Ameaças à Democracia

CARLOS ALBERTO DI FRANCO

Em 1964, sob o pretexto de preservar a democracia ameaçada por um presidente da República manipulado pelo radicalismo das esquerdas, os militares tomaram o poder. E o que se anunciava como intervenção transitória se transformou no pesadelo da ditadura. A imprensa foi amordaçada. Lideranças foram suprimidas. Injustiças foram cometidas em nome da democracia.

O que se viu no transe da ditadura foi o germinar de duas tendências: liberdade versus autoritarismo. Os democratas, como Tancredo Neves e Ulysses Guimarães, entre outros, partiram para a luta contra a ditadura, mas sempre apontando para o horizonte de um regime aberto. Outros, como Dilma Roussef e Franklins Martins, partiram para a clandestinidade. Passaram-se anos. A guerrilha foi substituída pelos ensinamentos de Gramsci, pelo marketing e pela manipulação das massas desvalidas. Mas a alma continua autoritária.

Em discurso, ao lado do presidente Lula, o ministro Franklin Martins criticou a imprensa e disse que os jornais e emissoras de TV vão perder o controle sobre as notícias. Eles participaram do lançamento da TVT, do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Franklin disse que o canal ajudará a internet a quebrar o poder dos "aquários", jargão que identifica a chefia das redações. "Isso é uma revolução e incomoda muita gente que ficava no Olimpo. Mas é irreversível e está apenas começando." O inimigo: a imprensa independente. A mesma que se opõe e, se oporá sempre, aos novos ímpetos autoritários que se vislumbram no horizonte pós-eleitoral.

O projeto de controle das comunicações e das liberdades não é uma possibilidade. É uma estratégia em implantação. O respeitado Ethevaldo Siqueira, de "O Estado de São Paulo", fez uma radiografia: "O PT não quer simplesmente continuar, mas se prepara para aprofundar o aparelhamento do Estado na área das Comunicações. Ao longo de quase oito anos, o partido ocupou quase todos os espaços de poder na área", diz Siqueira. O governo Lula esvaziou as agências reguladoras, concentrou esforços na formulação do Plano Nacional de Banda Larga e na recriação da Telebrás. "Criou a EBC (TV Brasil), e passou a cuidar quase secretamente da questão da banda larga e da Telebrás." A estratégia petista consiste em aprofundar o aparelhamento e a ocupação total do território estatal das comunicações, conclui.

É sombrio o horizonte da democracia. Agora, com a economia turbinada, tudo é festa e a capacidade crítica se esvai. Mas um país com imprensa ameaçada, oposição esfacelada, instituições aparelhadas, comunicação controlada e sob o efeito de um crescente populismo assistencialista é tudo, menos democracia. Cabe-nos resistir, com as armas do profissionalismo, da ética inegociável e da defesa da liberdade. A democracia pode cambalear, mas sempre prevalece.
(artigo no jornal O Globo, em 6/9/2010)

imagem do blog do Zé Oliveira

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Pe. Pedro Antonio Bach



No dia 4 de março de 2008, fui convidada a assistir à missa mensal rezada pelo Padre Pedro Antonio Bach, na Igreja de São José, no Rio de Janeiro. Não havia um só lugar sentado e nos acomodamos no corredor lateral, meu irmão e eu. Levamos de casa, já prontos, os nossos pedidos e os entregamos, no momento adequado, para serem colocados no altar. A Missa foi longa, mas a personalidade e devoção do sacerdote da Congregação Nossa Senhora de Sion tornaram-na inesquecível. No dia 29 de julho de 2010, o padre Bach foi chamado à presença do Senhor, onde já deve estar intercedendo por nós.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Até 2014


Agora é lavar bandeiras e camisetas, guardar as vuvuzelas e esperar 2014...

quinta-feira, 1 de julho de 2010

O Cristo na Copa


Que beleza a nova iluminação do Cristo Redentor, em sintonia com a Copa do Mundo! Depois das obras de restauração, que cobriram a estátua com andaimes durante meses, é maravilhoso que ela volte a atrair nossos olhares e nos lembre o quanto somos amados por Deus.

domingo, 18 de abril de 2010

Beija-Flores - Anna Prum



A diretora Anna Prum usou a última tecnologia em vídeo para captar imagens impressionantes de beija-flores de diversos países, durante 18 meses. Esses magníficos atletas aéreos batem as asas 200 vezes por segundo, ficam suspensos no ar, voam de ré e até de cabeça para baixo. Seu metabolismo acelerado leva-os a consumir mais da metade do seu peso em néctar, a cada dia. Mesmo assim, correm o risco de morrer de fome enquanto dormem. Para sobreviver à noite, ajustam seu termostato, diminuindo a temperatura do corpo pela metade e reduzindo as batidas do coração de 600 para 36 batidas por minuto.

Por causa de sua extrema velocidade, fica impossível ao olho humano perceber os movimentos do beija-flor. Para contornar essa limitação, a equipe de Anna Prum usou câmeras Phantom de alta definição, que captam 500 imagens por segundo. O filme "Hummingbirds: Magic in the Air" foi exibido na TV americana em 10 de janeiro de 2010. Espero que saia em dvd por aqui! (dica do professor João Quental, professor e fotógrafo responsável pelos registros da floração no Jardim Botânico do RJ, em seu blog do Multiply)

o raríssimo spatuletail (Loddigesia mirabilis)
fotografado por Roger Ahlman

Para acompanhar uma filmagem de 2:30 do "Loddigesia mirabilis" exibindo-se para a fêmea, direto da floresta peruana, é só aguentar 20 segundos de comercial na BBC, depois de clicar aqui.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

O biólogo ativista e o Papa


"Adora Deus em todo tempo e hora da eternidade"

Não sei se foram tristezas ocultas ou as explícitas, que nasceram com a última chuvarada no Rio de Janeiro, mas hoje cedo, ao ler no jornal sobre o biólogo ativista que pretende processar o Papa Bento XVI, comecei a chorar. "Mais isso! - pensei - a luta não acaba." Mesmo sendo a instituição que mais faz caridade no mundo, a Igreja continua sendo a mais perseguida, especialmente na pessoa do atual Papa, por ter exercido a função de zelador da Fé.

Não podendo chutar a canela do odiento cientista inglês, também chamado o "rottweiler de Darwin", resolvi cometer a heresia máxima para donos de amadas bibliotecas: queimar "The God Delusion" depois do almoço, durante o cafezinho. Rumei decidida para a estante de livros de medicina de meu marido ateu, embora admirador de Santo Agostinho. Mas cadê o livro do Dawkins? Viro e reviro, e nada!

Aflita, pois começava a me atrasar para a aula de hidroginástica, penso em desistir, quando meus olhos captam "Deus existe - eu O encontrei", de André Frossard, em tradução de Carlos Lacerda. Veio-me imediatamente a consciência de que Deus existe e há de cuidar de Sua Igreja e Seu representante na Terra. Sorrindo, feliz, com meu coração apaziguado, abraço a obra do socialista ateu, que se converteu aos 20 anos. Não sei a quem pertence, mas agradeço a quem o colocou naquela posição e à providência divina por me fazer encontrá-lo naquele momento.

Logo a seguir descubro, escondido sob o Compêndio de Psiquiatria de Kaplan, o livro do biólogo ativista que abomina a fé. Sempre desconfiei que ateus revoltados de meia-idade eram caso para o divã. Essa biblioteca está encantada! Em vez de queimar Dawkins, vou ler Frossard.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Transferido filme da Pastoral Vocacional

De By Star Filmes

Devido ao mau tempo, o Centro de Pastoral Vocacional da Arquidiocese do Rio de Janeiro transferiu a exibição do filme "Canção de Bernadette" para o dia 13 de maio.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Chuvas de Abril em Laranjeiras


Rua das Laranjeiras às 7:29 (06/04/2010)

O prefeito Eduardo Paes avaliou o preparo da cidade para a chuva como inferior a zero. Quase concordo. Graças à Comlurb, a calçada da nossa esquina ficou acima das águas desta vez. Os garis estão sempre limpando os bueiros.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

O Sudário de Turim


Hoje,o canal Discovery Science (85, no RJ) mostrará o documentário "O Mistério do Santo Sudário", às 13:50 e 18:35. Contem as mais atualizadas descobertas da ciência sobre a relíquia de Turim. Abaixo alguns destaques de artigo de Nelson Barreto sobre o sudário no site Lepanto:

"A Igreja nunca estabeleceu um padrão para a figura de Cristo. A tradição e a piedade cristã foram imaginando e retratando a figura divina de Nosso Senhor Jesus Cristo. Uma figura que contivesse a grandeza, a bondade, a misericórdia, a sabedoria, a justiça, a prudência, a temperança, a fortaleza e todos as virtudes reunidas. A imaginação e a habilidade dos artistas acabaram conseguindo um certo padrão para a figura de Cristo.

No final do século XIX, o advogado italiano Secondo Pia, com sua imensa máquina fotográfica que mais parecia uma geladeira, quis registrar o casamento da princesa filha do duque de Saboya, em Turim. Aproveitou a ocasião para tirar uma fotografia da relíquia da família, um imenso lençol de 4,36 m de comprimento, 1,10 m de largura, que se venerava como sendo a mortalha que envolvera o corpo de Cristo no sepulcro.

O milagre reservado ao século XX

Aqui começa o "milagre" da fotografia: no negativo apareceu o retrato de Cristo. O corpo inteiro frontal e de costas, com as marcas da flagelação e da crucificação. A figura de Cristo está invertida no pano. Ela está em negativo, de maneira que no negativo apareceu o positivo. O que era branco apareceu escuro.

A partir dessa fotografia, as discussões se multiplicaram. Atraiu o estudo de cientistas céticos e religiosos. Estudaram o tipo de impressão, o tecido, as marcas de sangue e até o pólen das flores do Oriente que estavam depositados entre as fibras do tecido.

O mais curioso é que a figura que aparece no negativo da foto do Sudário corresponde à figura de Cristo elaborada pelos artistas durante os 1800 anos de Cristianismo. No século de adoração da ciência, Nosso Senhor se faz conhecer através das novas tecnologias. (...)


Médico demonstra: é Cristo crucificado.

O primeiro estudo sobre o Sudário que se tornou público foi a análise médico-científica feita pelo dr. Pierre Barbet, em 1932. As conclusões, descritas no livro A paixão de Cristo segundo o cirurgião, foram impressionantes:

- na face havia sinais de contusões, o nariz estava fraturado na cartilagem descolado do osso;

- no corpo foram contados 120 sinais de golpes de açoite, produzidos por dois flageladores, um de cada lado da vítima.

- o flagelo utilizado foi o que se usava no Império Romano, composto de duas ou três correias de couro, terminando em pequenos ossos de pontas agudas, ou em pequenas travas de chumbo com duas bolas nas extremidades.

- duas chagas marcavam o ombro direito e o omoplata esquerdo;

- o peito muito saliente denotava a terrível asfixia suportada durante a agonia;

- os pulsos apareciam perfurados, tendo o prego perfurante secionado em parte o nervo mediano, fazendo contrair o polegar para dentro da palma da mão;

- pela a curvatura das pernas e as perfurações nos pés, tem-se a nítida impressão de que o esquerdo foi sobreposto ao direito e presos ao madeiro por um único prego;

- os dois joelhos estavam chagados;

- havia um sinal de sangramento, produzido por uma grande ferida, no lado direito do tórax;

- por fim, havia 50 perfurações na fronte, cabeça e nuca, compatíveis com uma coroação de espinhos...

Não havia mais dúvidas!

Era uma constatação científica, totalmente coerente com a descrição evangélica da Paixão de Nosso Jesus Cristo. Tratava-se realmente do Santo Sudário que envolvera o corpo do Redentor, quando este foi descido da cruz para ser sepultado. (...)

Como São Tomé, a ciência "toca a mão na chaga" para crer

Os céticos, ateus e materialistas não podiam concordar. Não teriam sido aqueles sinais sobre o pano pintado por algum hábil falsificador para que os homens acreditassem tratar-se de Jesus Cristo?

Nos Estados Unidos se formou um grupo de investigação científica que, em 1978, foi até Turim com 40 toneladas de aparelhagem. Os cientistas realizaram uma série de exames num total de 140.000 horas. Dentre os vários testes aplicados, cumpre destacar fotos e microscopia eletrônica, raio-X, espectroscopia, fluorescência ultravioleta, termografia e análises químicas.

Os resultados dos exames laboratoriais demonstraram que o desenho que aparecia no pano não poderia ter sido feito por mãos humanas.

Até agora não foi explicada a formação da imagem no Sudário. Não se trata de pintura nem da compressão do tecido sobre o corpo de um cadáver. A hipótese mais provável levantada por alguns cientistas sugere que ela foi produzida, numa fração de segundos, semelhante a um clarão de uma explosão nuclear como a ocorrida com o clarão da bomba de Hiroshima que imprimiu a imagem de uma válvula na parede de um tanque de gás.

As manchas de sangue que marcam o tecido estão gravadas em positivo ao contrário do restante da imagem que está em negativo. Trata-se realmente de sangue humano, de tipo sanguíneo AB (exatamente o mesmo encontrado no famoso milagre de Lanciano, na Itália.)

O criminologista e botânico suíço, Max Frei, identificou células de pólen de 49 plantas diferentes presentes no tecido. Elas são originárias da Palestina, da Turquia e da Europa, exatamente, as regiões percorridas pelo Santo Sudário.

Foram verificados dois objetos circulares colocados sobre os olhos. Trata-se de duas moedas: a primeira, o dilepto lituus, produzido na Palestina no governo de Pôncio Pilatos entre os anos 29 e 32 d.C. A segunda moeda identificada foi cunhada por Pilatos em homenagem a Júlia, mãe do imperador romano Tibério, em 29 d.C. Colocar moedas sobre os olhos do morto, para manter as pálpebras fechadas, fazia parte dos ritos funerário judaicos da época de Jesus. Elas também confirmam as datas dos Evangelhos: “Era o ano décimo quinto do reinado do Imperador Tibério César, Pôncio Pilatos era governador da Judéia” (Lc. 3, 1) (...)

O controvertido teste do carbono 14

Em outubro de 1988, a equipe de Oxford, em conferência no British Museum, declarou que a análise do carbono 14 indicava que o tecido era de origem medieval, tendo sido produzido entre os anos 1260 e 1390.

O espanto foi geral, pois a ciência parecia entrar em contradição com tudo o que ficara demonstrado anteriormente. O Sudário já havia passado por milhares de testes. De todos os experimentos, somente o do carbono 14 contestou a autenticidade da peça.

Todavia, a idéia de falsificação está agora descartada. O cientista russo Dimitri Kouznetsov provou que os dados do carbono 14 estavam errados, em conseqüência do incêndio a que o Santo Sudário esteve exposto em 1532. Na mesma linha, Harry Gove, o principal responsável pela datação do Sudário como tecido medieval, admitiu que a contaminação que o pano sofreu ao longo dos séculos podia ter falseado os resultados.

Dr. Leôncio Garça-Valdez, professor de microbiologia, da Universidade do Texas, demonstrou que existem determinados tipos de bactérias que produzem um revestimento bioplástico sobre artefatos antigos que distorce o processo de datação pelo carbono.

O próprio Michael Tite, coordenador dos testes científicos e diretor do Museu Britânico, reconheceu em carta dirigida professor Lugi Gonella, consultor técnico do Arcebispado de Turim, que o carbono 14 não oferece prova alguma a favor de sua tese e confessa que "houve intenção deliberada de enganar o público".

quinta-feira, 18 de março de 2010

Cinema na Pastoral Vocacional

O CENTRO DE PASTORAL VOCACIONAL DA ARQUIDIOCESE DO RIO DE JANEIRO, através de seu setor audiovisual, está organizando uma série de exibições de filmes, com diferentes temas, para propiciar um maior entrosamento com as pessoas da comunidade.

A entrada é franca mas, devido as vagas serem limitadas, há necessidade de inscrição prévia, através do telefone: 2292-3132 ramal 438 ou por e-mail: pastoralvocacional@arquidiocese.org.br.

As sessões serão às segundas 5ª feiras de cada mês, em dois horários: - das 14:00 às 17:00 horas e das 18:00 às 21 horas.

Endereço: Edifício João Paulo II - Rua Benjamim Constant, 23 - 5º andar - Glória (junto ao Metrô)

Esperamos por você!

O primeiro encontro será no dia 8 de abril de 2010, com o filme "A CANÇÃO DE BERNADETTE". Trata-se de um lindo filme clássico, ganhador de 4 prêmios Oscar: melhor atriz, direção de arte, fotografia e trilha sonora.

Procure conhecer o blog do Centro Vocacional:
www.centrovocacionalcarioca.blogspot.com

segunda-feira, 8 de março de 2010

Cérebro Idoso e Saudável


Irmãs dominicanas (site Ann Harbor)

Idade Avançada e Funcionamento Cerebral
Prof. Dr. Renato Sabbatini
. Na pequena cidade de Mankato, no estado de Minnesota, nos EUA, existe um convento com uma história muito diferente. As freiras que ali vivem e morrem parecem atingir uma longevidade muito maior do que a população em geral: a idade média é de 85 anos, e entre as 150 freiras aposentadas, 25 tem mais de 90 anos, e 12 tem mais de 100 anos. Um dos motivos, é claro, é que as freiras em clausura não correm risco de morte reprodutiva, levam uma vida protegida, não fumam nem bebem. No entanto, ocorrem coisas surpreendentes: a incidência de doença de Alzheimer é muito baixa entre elas. Essa é uma doença terrível, que mata as células cerebrais do idoso, e altera radicalmente sua memória, comportamento e capacidade de viver autonomamente. Está aumentando muito em todos os países, pois ocorre mais em pessoas com idade superior a 70 anos. Portanto, com o aumento geral de longevidade trazido pela medicina e pelo bem estar econômico, tem se transformado em um sério problema de saúde pública em alguns países, como nos EUA.

.....Quando esse fato foi descoberto por um cientista da Universidade do Kentucky, Dr. David Snowdon, ele foi estudá-las e descobriu que a longevidade era maior entre as freiras que tinham educação superior, ou que tinham alguma atividade mental constante, como estudo, leitura, música ou pintura, ensino das mais jovens, etc.. Em outras palavras, as freiras que exercitavam a sua mente e se mantinham ativas cerebralmente viviam por mais tempo do que as que se "entregavam" à velhice, por assim dizer, ou que tinham apenas atividades passivas e restritas do ponto de vista intelectual, como cozinhar ou arrumar os quartos do convento. Como ele mesmo disse, "a diferença estava em como elas usam suas cabeças".

.....A descoberta do Dr. Snowdon deu origem a um grande estudo científico. As freiras concordaram em doar seus cérebros quando morressem, para que fosse investigado se havia alguma diferença em relação a cérebros de outras pessoas. Ao longo da última década e meia, ele e sua equipe examinaram mais de 700 cérebros.

.....O que os cientistas descobriram? Até recentemente, achava-se que o cérebro era imutável. Os neurônios, que são as células cerebrais envolvidas em todas as funções nervosas, desde um simples movimento até o pensamento e a linguagem, não se reproduzem. Portanto, ao terminar o crescimento do cérebro, na infância, os neurônios começam a morrer gradativamente, e não são substituídos. Ao chegar a uma idade avançada, temos 25 a 30% menos neurônios que na adolescência, e em caso de doenças circulatórias e degenerativas do sistema nervoso central, como na doença de Alzheimer, essa devastação pode ser maior ainda, levando às alterações de memória, no sistema sensorial e motor, e na capacidade cognitiva dos idosos.

.....Entretanto, algumas descobertas revolucionárias alteraram esse conceito. Os neurônios se caracterizam por ter prolongamentos, ou ramificações, extremamente finas, chamados dendritos, que são usados para fazer conexões com outras células cerebrais, formando assim os circuitos responsáveis pelas funções do cérebro.

.....No córtex cerebral, onde estão as chamadas "funções superiores", como visão, audição, fala, inteligência, consciência, etc.,os dendritos de um neurônio fazem conexão com até 1.000 outros neurônios. Outras células, como no cerebelo, responsável pela coordenação dos movimentos e equilíbrio, essa relação pode ser de até 100.000 para um.

.....Os cientistas descobriram que os dendritos podem crescer com o aprendizado. Uma neurocientista de Los Angeles, Dra. Diamond, estudou o cérebro de ratos que viviam em dois tipos de ambiente: um deles bem rico em sensações e experiências, com muitos brinquedos, bolas, rampas, escadas, objetos coloridos, etc.; e outro sem nada de especial. Além disso, testou os ratos que viviam sozinhos, quando comparados com ratos que viviam com outros companheiros na mesma gaiola. Ela descobriu que os neurônios do córtex dos ratos que tinham vivido em ambientes ricos ou em companhia social, tinham muito mais ramificações de segunda e terceira ordem nos dendritos, do que os ratos que tinham vivido em ambientes pobres.

.....Aparentemente, portanto, o cérebro funciona como um músculo: quanto mais você usa, mais ele desenvolve conexões novas e cresce. A inatividade, por sua vez, acelera a perda de conexões e a diminuição dos dendritos. O Dr. Snowdon descobriu no cérebro das freiras que eram mais ativas intelectualmente na idade avançada, que algumas delas tinham sinais patológicos que indicavam que elas deveriam ter Alzheimer (são placas de uma substância amilóide e novelos de fios dentro das células, que não existem em neurônios normais, e que são responsáveis pela sua morte). No entanto, elas tinham poucos sintomas característicos, ou desenvolviam a doença muito mais tarde do que o usual. O médico diz que como essas freiras tinham muito mais ramificações neuronais e circuitos cerebrais mais ricos, eles compensavam a morte daqueles afetados pela Alzheimer.

.....As freiras de Mankato acham que "cérebro desocupado é morada do diabo", e por isso se dedicam tanto a ocupá-lo. É um ditado muito verdadeiro, se imaginarmos que o "diabo", nesse caso, é a doença cerebral e cardiovascular, trazida pela inatividade e entrega tão características da maior parte dos idosos que vivem no Brasil. É uma grande tragédia, perfeitamente evitável. Iniciativas como a "Universidade da Terceira Idade", da PUCCAMP, ou o "Projeto Caminhar" da FEAC (Federação das Entidades Assistenciais de Campinas), estimulam o idoso a continuar a exercitar intensamente o seu cérebro, aprendendo e a ensinando. Os idosos têm tanta experiência de vida e conhecimento, e podem fazer tanto para melhorar nossa sociedade! Infelizmente, muitas vezes são deixados de lado, "arquivados", abandonados pela mesma sociedade, que, com falta de sabedoria, valoriza cada vez mais apenas os jovens.

.....As descobertas da ciência estão mostrando que é perfeitamente possível continuar saudável e mentalmente ativo na velhice avançada. O aumento da longevidade média da população exige que os idosos sejam integrados mais intensamente na vida social, evitando o fantasma da aposentadoria, que mata tanta gente pela brusca mudança para a inatividade e para a sensação de inutilidade. (site Mulher de Classe)

Dr. Renato Sabbatini é médico e professor e teve este seu trabalho publicado no Jornal Correio Popular de Campinas, em set/00 e na revista Saúde e Vida On-Line


É possível encomendar o livro do dr. Snowdon no site da Amazon. Custa US$ 10,88 e é isento do imposto de importação no Brasil.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Obama recebe Dalai Lama


Que bom! Barack Obama ignorou a crítica dos chineses e recebeu o Dalai Lama, líder espiritual dos tibetanos. Segundo o site G1, do Globo, o encontro "ocorreu de maneira discreta e longe da presença da imprensa. Eles falaram na Sala de Mapas da Casa Branca durante cerca de uma hora." A foto acima é do site "Free Tibet".

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Ragu de Carne a Bolonhesa


A tradução, pesquisa e dica da ilustração foram providenciadas pelo gentil cavalheiro Rubem S F.

Depois destas informações só aceitarei molho à bolonhesa acompanhado de tagliatelle. Realmente a superfície achatada do talharim adere melhor aos cremes e molhos. E o espaguete combina muito bem com alho e óleo.

Aqui a pesquisa e tradução do Rubem:

O ragù bolonhes está sem dúvida entre os 2 ou 3 molhos italianos mais conhecidos no mundo. Pena que o prato que acompanha, no exterior, sejam os espaguetes, provavelmente o único formato de massa que os bolonheses jamais sonhariam temperar com ragù! O porquê destas distorções não é possível saber, mas acontecem de vez em quando e o caso dos "espaguetes à bolonhesa" é o mais gritante.

A fama gastronômica de Bolonha remonta à idade Média, graças às ricas famílias de senhores em cujas hortas trabalhavam os cozinheiros mais famosos da época. A tradição gastronômica bolonhesa é estreitamente relacionada com a Universidade de Bolonha: a mistura de estudantes e professores de diferentes nacionalidades enriqueceu a cultura gastronômica e tornou necessária uma boa organização das provisões.

Ragù é um termo de origem francesa (ragôut, substantivo derivado de ragôuter - despertar o apetite) utilizado para indicar um molho geralmente à base de carne e tomate. Por extensão é frequentemente usado como sinônimo de molho. A Academia Italiana de Cozinha e a associação Confraternidade do Tortellino registraram, desde os anos 1970, as receitas oficiais de alguns pratos tipicos na Câmara de Comércio, Indústria Artesanato e Agricultura de Bolonha, com o objetivo de garantir a continuidade e o respeito à tradição gastronomica Bolonhesas na Itália e no mundo. Entre estes está o ragù bolonhês.

Entre as particularidades da receita a mais importante é o uso da "cartella", um corte de carne de boi rico de gorduras, próximo à barriga, que, junto à pancetta (bacon) dão a oleosidade típica deste molho. Em Gênova é chamada "ponta de peito". Hoje poucas famílias fazem o ragù com "cartella", preferindo uma carne moída mais magra. Também o bacon vem sendo substituído pelo azeite extra-veirgem de oliva; também o leite não é usdo por todos. Enfim, vem sendo usado mais tomate em relação à receita original, já que observando-a bem pode se perceber que certamente não é um molho à base de tomates!

Estas modificações, que farão os puristas torcerem o nariz, devem ser tomadas pelo que são, ou seja, uma releitura em chave moderna da receita tradicional. Atualmente o ragù é comido também no dia-a-dia, e a receita tradicional não poderia satisfazer as necessidades nutricionais das pessoas do 3º milênio, fazendo-as engordar etc. O Ragù tradicional certamente é a receita mais válida para as ocasiões especiais.

Embora possa ser utilizado com qualquer tipo de massa, este molho é tradicionalmente servido com tagliatelle caseiras ao ovo e (enriquecido por molho bechamel) lasanhas ao forno.

Esta é a Receita Oficial do Ragu à Bolonhesa registrada em outubro de 1982:
Ingredientes para 4 pessoas
* 300 gr de "cartella" de boi
* 50 gr de cenoura
* 50 gr de talo de aipo
* 50 gr de cebola
* 5 colheres de molho de tomate, ou extrato
* 1/2 copo de vinho branco/tinto
* 200 gr de leite integral
* sal e pimenta-do-reino

Procedimento
de derrete na panela o bacon cortado em cubos e triturado com a meia-lua. Se acrescenta as verduras bem trituradas com aa mei-lua e sedeixam amaciar docemente. Se acrescenta a cane moída e se deixa, mexendo até que comece a fritar. Acrescenta-se o 1/2 copo de vinho e o tomate diluído em um pouco de caldo, deixando a ferver por duas horas, acrescentando de vez em quando o leite e ajustando o sal e pimenta. Facultativo mas aconselhável o acréscimo, cozimento terminado, do creme produzido pelo cozimento de um litro de leite integral.

Proposta de receita - interpretação da receita, mais leve, para 2 kg de ragù:
- 500 gr de carne móida bovina
- 500 g de "copa" de suíno moída
- 100 g de cenoura
- 100 g de talo de aipo
- 100 g de cebola
- 800 gde polpa de tomates ou pelados
* 1/2 copo de vinho branco/tinto

Preparo: triturar as verduras com a meia-lua e cozinhá-las junto à carne e ao vinho em uma panela anti-aderente de 22cm por cerca de 5 min, em fogo médio. Acrescentar a polpa de tomates, dois copos de água, deixar ferver e cozer em fogo baixíssimo, coberto, por 1 1/2 horas, melhor se 2h. Destampar, deixar secar até o ponto justo e apagar o fogo.

Variação mais fantasiosa:
* 100 gr de bacon
* 150 gr de carne móida bovina
* 300 g de carne móida de suíno
* 150 g entre cenoura, talo de aipo e cebola
* 1 dente de alho
* 25 gr de cogumelos secos deixados de molho ou 250 gr se frescos
* 350 g de tomates pelados
* 3/4 copo de vinho tinto
* 40 gr de manteiga
* 1 colher de azeite
* 1/2 l de caldo de carne
* 1/2 folha de louro
* pouco sal e pimenta-do-reino (ou malagueta)
* 1/2 colher de farinha de trigo
* pitada de noz-moscada

Dourar no azeite e manteiga o bacon em cubinhos e o dente de alho amassado, que se tira quando dourado. Acrescenta as verduras fatiadas, depois os cogumelos e depos a carne. Banhar com o vinho e depois de meio evaporado, pulverizar com a farinha. Depois de instantes acrescentar o caldo, os temperos e deixar cozinhar por duas horas.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

O verdadeiro Molho à Bolonhesa


A associação de fazendeiros italianos Coldiretti deu início a uma campanha para promover a receita original do molho bolonhesa.

Para a Coldiretti, "o termo bolonhesa é o mais usurpado da cozinha italiana, utilizado internacionalmente para indicar molhos de procedência duvidosa condicionados em latas ou caixas".

Como parte da campanha, 440 chefs de restaurantes italianos em 50 países prepararam o "verdadeiro" bolonhesa para seus fregueses.

"Ficamos chateados quando vemos gente em tudo que é lugar no mundo jogando de tudo na panela", disse à BBC o chef Adriano Cavagnini, responsável pela cozinha do hotel Éden, de Roma.

"Gostamos de fazer o molho da maneira correta – simples e correta."

A receita que o sindicato promove foi patenteada em 1982 pela Câmara de Comércio da cidade de Bolonha. Além de carne, os ingredientes são bacon, manteiga, tomate, cenoura, cebola, aipo, ervas, alho, vinho branco e leite.

Outra surpresa para muitos cozinheiros é o fato de que a massa recomendada não é o espaguete, e sim o tagliatelle, mais achatado. Uma receita de 1972 dá até a espessura da massa: 8 milímetros.

O molho é misturado à massa na panela, e não no prato.

Para a associação italiana, é possível tolerar "uma certa flexibilidade em relação à receita antiga", mas não a "degeneração e a propagação de misturas que não têm nada a ver com a verdadeira cozinha tradicional".

A Coldiretti também combate o que diz serem outras adaptações equivocadas das receitas italianas, como a salada caprese com queijos industriais, em vez da cremosa mozzarella italiana, e o tiramissú feito com creme de leite no lugar de queijo mascarpone. (BBC Brasil)

Abaixo, para quem souber italiano, a receita oficial, para ser comida com tagliatelle de 8 mm de espessura - Il vero ragù!

Ragù alla bolognese, ricetta ufficiale

Questa è la ricetta ufficiale del Ragù Bolognese depositata nell'ottobre del 1982 dalla delegazione di Bologna dell'Accademia Italiana della Cucina presso la Camera di Commercio Industria Artigianato e Agricoltura di Bologna allo scopo di garantire la continuità ed il rispetto della tradizione gastronomica bolognese in Italia e nel mondo.
Questo sugo è tradizionalmente servito con le tagliatelle all'uovo fatte in casa, ma condisce anche altri tipi di pasta come le lasagne al forno , i cannelloni ecc.
La cartella è un taglio di carne di manzo ricco di grasso vicino alla pancia che, insieme alla pancetta, determina l’untuosità tipica di questo sugo.
Se non potete o avete voglia di fare le tagliatelle in casa la sostituzione migliore sono le Indomabili Latini :meglio di quelle fresche!
Ingredienti

Per 4 persone

  • 300 gr di cartella di manzo
  • 50 gr carota gialla
  • 50 gr di costa di sedano
  • 50 g di cipolla
  • salsa di pomodoro 5 cucchiai ovvero estratto TRIPLO 20 g
  • vino bianco/​rosso 1⁄2 bicchiere
  • 200 g di latte intero
  • sale e pepe
Procedimento

Si scioglie nel tegame la pancetta tagliata a dadini, e tritata con la mezzaluna. Si aggiungono le verdure ben tritate con la mezzaluna e si fanno appas­sire dolcemente. Si aggiunge la carne macinata e la si lascia, rimescolando sino a che "sfrigola"; si mette il 1/2 bicchiere di vino e il pomodoro allungato con un poco di brodo, e si lascia sobbollire per circa 2 ore, aggiungendo volta a volta il latte, e aggiustando di sale e pepe nero.

Facoltativa ma consigliabile l'aggiunta a cottura ultimata della panna di cottura di 1 litro di latte intero.

Se conseguir a tradução, faço nova postagem. O primeiro desafio de 2010.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Em 2010 eu quero...



... Saúde para meus amigos doentes; e que os saudáveis assim permaneçam,
... Imprensa Livre e Eleições Limpas no Brasil,
... Natureza em Paz no Mundo todo, que as catástrofes já foram muitas.

Essa é uma iniciativa da Elaine, do blog "Um Pouco de Mim", que me foi repassada por minha amiga Sumy, do blog "Papo e Cia". Uma boa idéia que eu levo adiante para:

- Liana, do "Negócios de Familia"
- Isabella, do "Good News"
- Maitê do "Filha Pródiga"

Entre os participantes serão sorteados alguns livros! Para concorrer é preciso:

* salvar a imagem acima,
* colocá-la numa postagem, completando as frase "Em 2010, eu quero..."
* enviar a 3 blogs amigos e
* avisar a Elaine que está participando (no blog "Um Pouco de Mim")

Uma brincadeira legal para alegrar esse começo de ano sinistro.

domingo, 3 de janeiro de 2010

Tall Horse vem da Africa do Sul

De Stardust

Mesmo quem não aprecia bebidas alcoólicas fica tentado a experimentar por conta de supostos benefícios à saude. Falso ou verdadeiro, de vez em quando aceito um cálice de vinho tinto ou branco. Geralmente me arrependo, assim que os vapores do álcool atingem meu cérebro, obnubilando-o, sem terem satisfeito meu paladar.

Mas dia desses, numa viagem à casa de amigos em Angra dos Reis, benditos sejam, uma linda garrafa da África do Sul chamou minha atenção. Provei o vinho tinto e o sabor suave não me arrepiou. Mais tarde tive a mesma boa surpresa ao experimentar o branco da Tall Horse. O rótulo é lindo e o preço razoável (28 reais, na Expand do Shopping Leblon). Ótimos para brindar o Ano Novo. Que sejam leves como Tall Horse os outros 363 dias de 2010, pois as primeiras 48 horas no estado do Rio de Janeiro foram de amargar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Forca

Fim do Silêncio ou Grito Silencioso

Mais Vida