terça-feira, 9 de agosto de 2016

Mentiras de um Governo Populista

Ferreira Gullar

É o pseudônimo do poeta José Ribamar Ferreira. O escritor maranhense foi militante do Partido Comunista Brasileiro e, exilado pela ditadura militar, viveu na União Soviética, Argentina e Chile. Como outros militantes sinceros, desiludiu-se com a ditadura socialista. Sensível às injustiças sociais e à dívida que o Brasil ainda mantém com seus cidadãos de menor renda, o poeta maranhense não está cego às perturbadoras ações do Partido dos Trabalhadores no governo do nosso país. Para decepção de muitos, o partido de Lula mostrou ser apenas mais um dos que coloca seus interesses acima de tudo.

"É próprio de um governo populista convencer de que oposição odeia pobres"

"Ao contrário dos outros partidos, que buscam convencer o eleitorado de que nasceram para governar em benefício de toda a sociedade, o Partido dos Trabalhadores afirma que veio para governar em benefício dos que são explorados e oprimidos pelos ricos.

A realidade mostrou que a coisa não é bem assim. De fato, os governos petistas, tanto o de Lula quanto o de Dilma, implementaram programas em benefício da parte mais carente da população. Ao mesmo tempo, aliaram-se a grande empresários com o propósito de usar recursos públicos para permanecer no poder.

Esse é um projeto fadado, cedo ou tarde, ao fracasso, uma vez que não investe nos setores fundamentais da economia e, sim, num projeto demagógico que termina por levar à carência do crescimento e à crise econômica, como ocorreu aqui no Brasil. É próprio desse tipo de governo populista convencer, sobretudo os setores carentes do eleitorado, de que toda a crítica que lhe fazem advém daqueles que odeiam os pobres e querem manter a desigualdade social.

Seria essa a razão das críticas aos governos petistas. Lula chegou ao ponto de afirmar que o mensalão nunca houve, foi uma invenção as imprensa. Disse isso muito embora José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares – altos dirigentes do PT – tenham sido julgados e condenados pelo Supremo Tribunal Federal.

Não por acaso o PT tornou-se conhecido como o partido da mentira, mesmo porque não encontra outro modo de escafeder-se das sucessivas acusações que lhe são feitas –não pela imprensa, que apenas as divulga–, mas pelos órgãos do Estado brasileiro, encarregados de apurar a corrupção e punir os corruptos.

Pode alguém, em sã consciência, acreditar que, da Polícia Federal à Procuradoria Geral da República, o Ministério Público e até mesmo o Supremo Tribunal Federal, enfim, todos os órgãos policiais e judiciais, todos, sem exceção, participem de um conluio para perseguir a Lula, Dilma e os petistas em geral? Pode alguém acreditar nisso?

Claro que não. Sucede que não é isso o que preocupa Lula e sua turma. Eles não pretendem convencer o povo brasileiro em geral: tudo o que dizem e fazem tem por objetivo o seu eleitorado, os aliciados pelo PT, pois sabem muito bem que, com suas mentiras, não convencem o povo em geral, mas convencem os que rezam por sua cartilha.

Por isso, não importa se você ou eu não acreditamos que o impeachment seja ou não um golpe: importa, isso sim, que seu eleitorado acredite no que dizem e continue votando no PT. Sim, porque, se ele muda de ideia e acredita na verdade, será o fim de Lula e seu partido.

E é com esse mesmo propósito que, para surpresa geral, Lula recorreu à Organização das Nações Unidas, alegando ser vítima de abuso de poder da parte do juiz Sérgio Moro. A rigor, o que significa semelhante recurso a um órgão internacional da importância da ONU?

Significa, implicitamente, afirmar que os órgãos responsáveis pela aplicação da Justiça, no Brasil, não têm isenção para aplicá-la. Consequentemente, para que Lula tenha seus direitos de cidadão respeitados, torna-se necessária a intervenção daquela entidade internacional. Ou seja, como no caso do mensalão e do petrolão, ele continua sendo acusado injustamente.

Trata-se, na verdade, de um disparate, mesmo porque a ONU só intervém em tais casos depois que são esgotados todos os recursos judiciais do país onde o problema ocorre. O que não é o caso de Lula, que nem réu ainda era quando impetrou o tal recurso.

A conclusão a que inevitavelmente temos de chegar é que Lula, sabendo da improcedência de tal recurso, usou-o para se fazer de vítima em vez de culpado, o que o obrigaria a explicar-se diante de seus eleitores. Em suma, não importa se é tudo uma farsa e que você e eu saibamos disso: importa é que os petistas acreditem nele e continuem a tê-lo como o defensor dos explorados. E do Marcelo Odebrecht também? "*

(*) Ferreira Gullar – Folha de São Paulo

(tirado da página "Contra o Vento")

domingo, 17 de julho de 2016

Olimpiada 2016 - Rio de Janeiro - Casas Tematicas

O céu está mais azul do que nunca, o clima agradável, o Aedes parece que tirou férias, os tapumes das obras, que nos atormentaram por tanto tempo, começam a ser removidos. Tudo parece contribuir para que a Olimpíada 2016 no Rio de Janeiro seja um sucesso. Além das competições esportivas, haverá uma intensa programação cultural na cidade, em agosto e setembro.

Praça Mauá - Museu MAR
O CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil) vai funcionar a semana toda, sem interrupção. Ali vai ser exibida a mostra "O triunfo da cor. O pós-impressionismo", com parte do acervo dos museus d'Orsay e l'Orangerie (Paris). No MAR (Museu de Arte do Rio) já se pode visitar a exposição Leopoldina, princesa da Independência, das artes e das ciências”, sobre a vida da primeira esposa do imperador Pedro I, que afeiçoou-se ao Brasil e defendeu a causa de sua independência nas cortes europeias. A exposição fica até março de 2017. Oba! Horário: de terça a domingo, de 10 às 17 horas.

A estação do trenzinho do Corcovado, que leva os visitantes até a estátua do Cristo Redentor, vai funcionar de 7 às 22 horas, a partir de 1º de agosto de 2016. 

Teremos também uma boa oportunidade para tomar contato com a cultura e gastronomia de vários países participantes dos Jogos, visitando as 25 Casas Temáticas abertas ao público, que estarão espalhadas pelo Centro, Barra da Tijuca e Zona Sul do Rio de Janeiro. Abaixo uma seleção desses espaços: (Fonte: Cidade Olímpica)

África   
Casa da África
Endereço: Casa Shopping – Av. Ayrton Senna, 2150 – Barra da Tijuca
Datas e horários de funcionamento: 1º a 21 de agosto, das 12h às 22h
A Casa da África será a casa de hospitalidade que representará o maior número de países. Dezenas de países africanos apresentarão a cultura e a gastronomia durante os Jogo Rio 2016.

Alemanha
OliAle – Alemanha na Praia
Endereço: Praia do Leblon (Em frente ao número 12 da Av. Delfim Moreira, ao lado do Canal do Jardim de Alah)
Datas e horários de funcionamento: de 4 de agosto até de 18 setembro, das 14h30 às 21h30
A Alemanha expõe o lado moderno, festivo e multicultural do país no pavilhão OliAle. O local trará informações sobre arte, cultura, tecnologia, música, gastronomia típica, exposições, além de atividades esportivas e lúdicas e a transmissão ao vivo das competições esportivas. A programação inclui atividades para crianças, jovens e adultos. Haverá torneios, prêmios especiais e até workshop de cerveja artesanal.

Austrália
Casa Austrália
Endereço: Centro de Convenções Bolsa do Rio, Praça XV de Novembro, 20, Térreo – Centro
Datas e horários de funcionamento: de 6 a 12 de agosto, das 11h às 19h
O local terá exposição fotográfica sobre inovações australianas, experiência de turismo em realidade virtual 360° e seminários de educação para pessoas interessadas em estudar no país.

Áustria
Casa da Áustria Rio 2016
Endereço: Av. Venceslau Brás, 72 – Urca (sede do Clube Botafogo)
Datas e horários de funcionamento: 5 a 21 de agosto, das 10h às 23h (inauguração em 4 de agosto)
A Casa da Áustria convida para conhecer a cultura e a hospitalidade austríaca com músicas típicas, especialidades culinárias e muito mais.

Casa Austria

Brasil
Casa Brasil
Endereço: Avenida Rodrigues Alves, 10, Armazém 2, Gamboa
Datas e horários de funcionamento: de 4 de agosto até 18 de setembro, das 10h às 20h
O espaço de promoção do Brasil e referência do Governo Federal durante a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, terá como objetivo fortalecer a imagem do país ressaltando o potencial turístico, cultural, esportivo e de negócios.

Catar
Bayt Qatar
Endereço: Rua General Severiano, 159 – Botafogo (casa Daros Rio)
Datas e horários de funcionamento: de 4 a 21 de agosto, de domingo a quinta das 15h às 22h, sextas e sábados, das 15h às 24h
A Bayt Qatar, promete ter todo o luxo que se espera de uma recepção organizada pelo país. A começar pelo catering: o chef Alex Atala é o responsável pelo cardápio do café, do restaurante e da majlis — como é chamada a área informal de relaxamento, com decoração ao melhor estilo árabe, para os convidados do Comitê Olímpico do Qatar.
Será montada no pátio do casarão uma réplica de um souq, como o mercado de especiarias a céu aberto de Doha. Na mesma ala, haverá demonstrações de pintura de henna, oficinas de caligrafia árabe, cabine de fotos com vestimentas típicas e simulação de corrida de camelos em 3D. A entrada custa R$ 20 (e dá direito a dois pratinhos). Toda a verba será destinada a um projeto social.

Coca-Cola
Endereço: Armazém 3, Pier Mauá

Colômbia
Casa Colômbia Rio 2016
Endereço: Praça Marechal Âncora 95 – Praça 15 – Centro
Datas e horários de funcionamento: de 4 a 21 de agosto e de 5 a 18 de setembro, das 10h às 20h

Dinamarca
O Pavilhão Dinamarquês em Ipanema
Endereço: Praia de Ipanema, Posto 10 (próximo ao Praia Ipanema Hotel)
Datas e horários de funcionamento: de 2 a 21 de agosto, das 11h às 22h
A casa nacional dinamarquesa, na Praia de Ipanema, terá exibições interativas e experiências vindas diretamente da Dinamarca. O local contará com DJs e shows noturnos, além de bicicletas dinamarquesas em exposição e uma casa de brinquedos para as crianças.

Espaço Rio de Janeiro
Endereço: Rua Rodrigues Alves, 303 – Gamboa (Fábrica de Espetáculos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro)
Datas e horários de funcionamento: 1º até 21 de agosto, das 10h às 19h
O Espaço Rio de Janeiro será realizado em um imponente prédio histórico, com mais de 7 mil metros quadrados, em dois andares, apto a receber o público em uma inédita experiência de visitação. Situado em pleno Boulevard Olímpico (Orla Prefeito Luiz Paulo Conde), o primeiro pavimento do Espaço Rio de Janeiro será aberto ao público em geral, que poderá encontrar em suas dependências um vasto panorama do turismo e da cultura no Estado do Rio de Janeiro, além de atividades de parceiros e patrocinadores do evento. O segundo piso é reservado para investidores, empresários, executivos, autoridades governamentais e consulares, que terão acesso às oportunidades de investimentos e negócios que o Estado do Rio de Janeiro oferece em suas diversas regiões econômicas e industriais. Estão previstas mais de 100 horas de conteúdo negocial, nas palestras e seminários já programados para o evento.

Finlândia
Casa da Finlândia
Endereço: R. Visconde de Itaboraí, 78 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20010-060
Datas e horários de funcionamento: 13, 14 e 20 de agosto, das 10h às 18h, e 21 de agosto, das 10h às 16h
Na Casa Finlândia, o público poderá visitar o Papai Noel e conhecer um pouco da tradição finlandesa

França
Club France
Endereço: Sociedade Hípica Brasileira – Av. Borges de Medeiros, 2448 – Entrada pela Lagoa Rodrigo de Freitas.
Datas e horários de funcionamento: de 5 a 21 de agosto, de 12h às 2h
As principais competições serão transmitidas através de telões e será oferecido ao público uma praça de alimentação com food trucks de culinária francesa. Durante oito noites o Picadeiro Armando de Alencar será transformado numa pista de dança para receber 2 mil convidados e um DJ francês.
As comemorações das medalhas conquistadas pelas equipes francesas acontecerão no local, onde o público poderá conhecer os atletas. O estande do departamento de turismo da França terá a demonstração de algumas cidades famosas do pais reconhecido pela produção de vinhos e champanhe de alta qualidade. A entrada custa R$ 20.

Grã Bretanha
British House
Endereço: Jogos Olímpicos: Parque Lage – Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico e Jogos Paralímpicos: Shopping Metropolitano – Av. Embaixador Abelardo Bueno, 1300 – Barra da Tijuca
Datas e horários de funcionamento: de 5 a 21 de agosto e de 7 a 18 de setembro, das 9h às 22h
A British House é a residência britânica oficial nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, um lugar para celebrar as vitórias do Team GB e do ParalympicsGB e apresentar o melhor do Reino Unido. Além de ser uma base para os atletas, a British House oferecerá um programa cultural e de negócios. Para visitar, é necessário registrar interesse no site e receber um convite, já que a entrada será limitada para pessoas registradas.

Holanda
Endereço: Avenida Borges de Medeiros, 701 – Leblon (Clube Monte Líbano)

Hungria
Casa da Hungria
Endereço: Jockey Clube Brasileiro, Tribuna C, Praça Santos Dumont, 31 – Gávea
Datas e horários de funcionamento: de 5 a 22 agosto, das 15h às 17h
A Casa da Hungria foi projetada para irradiar um país moderno, em transformação e também apresentar a vibrante cidade de Budapeste, que foca no futuro, possui vitalidade abundante, uma nova mentalidade, e o potencial para a reinvenção. Os visitantes poderão sentir a cultura húngara na arte, arquitetura, tramas e bordados populares reinterpretados em uma decoração sofisticada, degustar da gastronomia, e descobrir as invenções húngaras; como o Cubo Mágico (que terá um réplica gigante no jardim). Além disso, uma exposição das 482 medalhas olímpicas húngaras, descobrirá os tesouros do país, e perceberá a riqueza que a água da Hungria representa para o mundo, ao conhecer o Aquabar; elemento-chave de design da Casa.

Jamaica
Endereço: Praça Santos Dumont, 31 – Gávea (Restaurante Prado Grill)

Governo Metropolitano de Tóquio
Culture & Tokyo in Rio
Endereço: Praça XV de Novembro, 48 – Centro, Paço Imperial
Datas e horários de funcionamento: 18 de agosto até 7 de setembro, das 12h às 19h (fechado às segundas-feiras)
O local apresentará um programa desenvolvido por artistas japoneses com base no tema Culture & Tokyo in Rio. "Turn", um projeto dirigido por Katsuhiko Hibino, um artista de destaque do Japão, é uma mostra de obras e workshops feita por artistas talentosos japoneses e brasileiros desenvolvidos a partir de sua atuação em instituições de assistência social no Brasil. Tokyo Caravan, um projeto dirigido por Hideki Noda, dramaturgo, diretor e ator de destaque no Japão, desenvolvido em conjunto entre artistas japoneses e brasileiros, a partir de uma oficina de fluxo misto cultural. E, no mesmo local, será realizada uma mostra com o tema Turismo em Tokyo, para mostrar ainda mais amplamente os encantos de Tóquio.

Japão – Tokyo 2020
Casa Japão – Tóquio 2020
Endereço: Cidade das Artes Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro
Datas e horários de funcionamento: de 5 a 21 de agosto e de 7 a 18 de setembro, das 12h às 20h (dias 7 de agosto e 17 de setembro somente por convite)
A Casa Japão recepcionará os atletas e seus familiares e todos os visitantes que quiserem ter uma experiência da renomada Omotenashi — hospitalidade japonesa.

México
Casa México
Endereço: Museu Histórico Nacional – Praça Marechal Âncora, Centro, Rio de Janeiro
Datas e horários de funcionamento: de 3 de agosto até 15 de setembro, das 10h às 17h30
A Casa México terá três exposições: uma mostra arqueológica, uma exposição interativa para crianças sobre a renomada pintora Frida Kahlo e uma homenagem à história do desenho gráfico latino-americano dos Jogos Olímpicos. Haverá também um espaço para explorar as possibilidades de turismo no México.

NBA
NBA House
Endereço: Armazém da Utopia (Boulevard Olímpico – Avenida Rodrigues Alves, Cais do Porto)
Datas e horários de funcionamento: de 12 a 21 de agosto, das 10 às 20h
A NBA House será um espaço temático da liga americana de basquete que promete ser o ponto de encontro para os fãs do esporte de todas as idades. No espaço de cerca de 3 mil m², onde são esperadas mais de 50 mil pessoas durante os dez dias de funcionamento, os visitantes encontrarão mascotes, atletas e lendas da NBA, além de ver de perto o Troféu Larry O’Brien (taça entregue aos campeões). Além disso, os fãs vão participar de desafios, concorrendo a brindes oficiais e prêmios exclusivos.

Panasonic
Panasonic Stadium of Wonders
Endereço: Anfiteatro do Morro da Urca
Datas e horários de funcionamento: 7 a 21 de agosto, das 10h às 20h
No local será exibido um curta chamado Stadium of Wonders. Os visitantes poderão conhecer diversas tecnologias de ponta e também apreciar conteúdos sobre os Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Portugal
Navio Escola de Sagres / Casa de Portugal Rio 2016
Endereço: Ilha das Cobras
Datas e horários de funcionamento: de 3 a 22 de agosto, de 10h às 23h
A casa de Portugal será em um navio que estará atracado no cais da Marinha do Brasil, próximo da Praça Mauá. O local contará um pouco da história do país, que se mistura com a história brasileira.

Navio Escola de Sagres

PyeongChang
Casa PyeongChang
Endereço: Quiosques QL03/ QL04 – Avenida Atlântica – Praia de Copacabana (Leme)
Datas e horários de funcionamento: de 4 até 21 de agosto e de 7 até 18 de setembro
Os visitantes poderão visualizar e experimentar a atmosfera dos próximos Jogos Olímpicos de Inverno, que ocorrerão no condado sul-coreano. Dentro da casa, os visitantes serão capazes de experimentar esportes de inverno através de realidade virtual, enquanto no palco exterior (de frente para a praia), haverá degustação de comida coreana e performances como K-POP, Taekwondo, música clássica coreana e break-dancing.

República Tcheca
Casa Tcheca
Endereço: Av. das Américas 3434, Barra de Tijuca
Datas e horários de funcionamento: de 5 a 21 de agosto, das 11h às 24h
A Casa Tcheca trará a história do país, além de informações sobre educação, ciência, cultura. Além disso haverá degustação de comida local e degustação de cerveja tcheca, além de comemorações dos atletas.

Suíça
Baixo Suíça 2016
Endereço: Campo de beisebol, na Lagoa Rodrigo de Freitas
Datas e horários de funcionamento: de 1º de agosto a 18 de setembro, das 11h às 23h
O Baixo Suíça vai receber visitantes e atletas de todo o mundo, proporcionando um encontro com a Suíça. O espaço contará com três casas e um parque ao ar livre situado à beira da Lagoa Rodrigo de Freitas. Entre as atividades estão uma pista de patinação de gelo sintético ao ar livre de 200 m², uma pista de corrida com o sistema de cronometragem e típicas atrações turísticas suíças, como uma gôndola giratória, um trem suíço e um globo de neve gigante. O Baixo Suíça também terá uma área de alimentação para agradar todos os paladares com especialidades do país.

Casa Suíça

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Pesquisa Genetica Nega Conceito de Raça

O conceito de raça serve a teorias ideológicas e não tem base científica
Science
Durante séculos a ciência pautou inúmeras teorias baseadas em um critério — a raça. A partir dela, concluía-se que indivíduos teriam maior propensão a determinadas características e comportamentos. Este indicador já deixou o laboratório e foi usado para interpretações sociais e políticas, dando aval, em casos extremos, a regimes escravocratas e a exploração de judeus por arianos no início do século XX. Agora, uma equipe internacional de pesquisadores reivindica que as classificações raciais finalmente sejam abandonadas no estudo da genética humana, dando lugar a conceitos como ancestralidade e população.

“É hora de os biólogos encontrarem uma maneira melhor”, alertam cientistas das universidades de Drexel e Pensilvânia, ambas nos EUA, e do Museu Americano de História Natural, logo no início de um artigo publicado esta semana na revista “Science”.

Michael Yudell, professor do Departamento de Saúde Pública de Drexel, destaca que, do ponto de vista da genética das populações, “as classificações por raça não têm sentido”. Com a aplicação de métodos biológicos, Yudell e os outros autores do estudo concluem que os grupos raciais comumente definidos não têm características genéticas suficientemente precisas para separá-los.

sábado, 23 de janeiro de 2016

Blocos de Rua Carnaval Rio 2016

Blocos de Rua da Zona Sul e Centro do Rio de Janeiro
Os blocos já estão na rua, esquentando o Carnaval 2016 no Rio de Janeiro! Abaixo a relação dos dias e horários para quem quiser aproveitar para cair na folia, exorcizar o desânimo e fulminar o mau-humor.
Sebastiana
23 de Janeiro, sábado
10-14hs: Desliga da Justiça - Praça Santos Dumont (Gávea)
13-16hs: Spanta Neném - Corte do Cantagalo (Lagoa)
13-19hs: GB Bloco - Praça Jardim Laranjeiras, rua general Glicério (Laranjeiras)
15-20hs: IV Grande Encontro de Blocos Cariocas - Praça XV de Novembro (Centro)
15-19hs: Imprensa Que Eu Gamo - Rua Gago Coutinho, em frente ao Mercadinho São José (Laranjeiras)
15-19hs: Bloco da Saara (Eleição da Rainha) - Rua Tomé de Souza, entre a Av. Presidente Vargas e a Rua da Alfândega (Centro)
17:30-22hs: Banda de Ipanema - Rua Jangadeiros, esquina com Gomes Carneiro (Ipanema)

24 de Janeiro, domingo
10-13hs: Alegria sem Ressaca - Av. Atlântica, esquina com República Peru (Copacabana)
10-14hs: Volta Alice - Rua Alice nº 1 (Laranjeiras)
10-14hs: Me Esquece - Rua Jardim Botânico, esquina com Rua Pacheco Leão
10-14hs: Sangue Bom - Av. Atlântica, esquina com Julio de Castilhos (Copacabana)
12-16hs: Calma, Calma sua Piranha - Rua Visconde de Caravelas, esquina com Real Grandeza (Botafogo)
16-22hs: Estratégia - Praça Tiradentes (Centro)

28 de Janeiro, quinta
18-23hs: Batuke Nuklear - Rua da Candelária 65, esquina com Teófilo Otoni (Centro)
19-23hs: Inova que Eu Gosto - Rua Barão do Flamengo, esquina com a Praia do Flamengo

29 de Janeiro, sexta
18-23hs: É Pequeno mas Vai Crescer - Rua Alexandre Mackenzie, esquina com Senador Pompeu (Centro)
20-23hs: Molha o Pé das Oito - Rua Rodrigo Silva, esquina com São José (Centro)
20-24hs: Ih, É Carnaval - Praça Medalha Milagrosa - Av. Pasteur, entre o Instituto Benjamim Constant e a Uni-Rio (Urca)
20-01:00h: Badalo de Santa Teresa - Largo das Neves (Santa Teresa)

Alexandre Macieira

30 de Janeiro, sábado
8-13hs: Céu na Terra - Praça Odylo Costa Neto (Santa Teresa)
10-13hs: Bloco da Sá Pereira Infantil - Rua Capistrano de Abreu, 29 (Botafogo)
10-14hs: Imaginô? Agora Amassa - Rua José Linhares, esquina com Conde de Bernadote (Leblon)
11-15hs: Areia - Rua Dias Ferreira, entre a Avenida Bartolomeu Mitre e a rua General Urquiza (Leblon)
13-16hs: Bloco dos Mendigos - Rua Bulhões de Carvalho, esquina com Rainha Elizabeth (Copacabana)
14-17hs: Só o Cume Interessa - Praça General Tibúrcio (Urca)
14-17hs: Xupa Mas Não Baba - Rua Alice nº 1 (Laranjeiras)
14-19hs: Põe na Quentinha? - Rua Conselheiro Saraiva, em frente ao nº 39 (Centro)
15-19hs: Bloco Brasil - Praça Almirante Julio de Noronha (Leme)
15-19hs: Bloco da Saara - Praça do Mascate, rua Buenos Aires, esquina com Regente Feijó (Centro)
15-20hs: Os Imóveis - Rua Souza Lima, em frente ao nº 121 (Copacabana)
15-21hs: Tá Cheio de Maluco Aí - Rua Euclides Rocha (Copacabana)
16-19hs: Tá Pirando, Pirado Pirou! - Av. Pasteur, em Frente ao Instituto Benjamim Constant, Nº 350 (Urca)
16-20hs: Bloco da Mamadeira - Praça General Leandro (Botafogo)
16-20hs: Rio Pandeiro - Praça São Salvador (Laranjeiras)
16-20hs: Simpatia é Quase Amor - Praça General Osório (Ipanema)
17-20hs: Bloco da Ansiedade - Rua Gago Coutinho, em frente ao Mercadinho São José (Laranjeiras)
17-21hs: Banda Bandida - Rua Rodolfo Dantas, entre avenida Nª Sª Copacabana e rua Barata Ribeiro (Copacabana)
18-21hs: Cutucano Atrás - Avenida Atlântica, altura do Nº 458 - Quiosque Estrela De Luz - Calçadão (Copacabana)
18-22hs: Amigos do Catete - Rua Dois de Dezembro, esquina com rua do Catete (Catete)
18-22hs: Aspa - Amigos da Sueca da Pedro Américo - Rua Pedro Américo 363 (Catete)
21-23hs: Eu Amo A Lapa - Praça Cardeal Câmara (Arcos da Lapa)

Gigantes da Lira
31 de Janeiro, domingo
9-12hs: Blocão - Avenida Atlântica, esquina com a rua Rainha Elisabeth (Copacabana)
9-14hs: Gigantes da Lira - Praça Jardim Laranjeiras, rua General Glicério (Laranjeiras)
10-14hs: Chora Me Liga - Avenida Atlântica, altura do Posto 6 (Copacabana)
10-14hs: Suvaco do Cristo - Rua Jardim Botânico, esquina com Rua Faro (Jardim Botânico)
10-14hs: É Pequeno Mas Balança - Rua Maria Angélica, entre a rua Jardim Botânico e a Alexandre Ferreira (Jardim Botânico)
11-15hs: Fogo e Paixão - Largo de São Francisco (Centro)
12-16hs: Bloco da Preta - Rua Primeiro de Março, entre Rua Buenos Aires e rua do Rosário (Centro)
14-18hs: Quem Não Guenta Bebe Água - Rua Gago Coutinho, esquina com rua Marquesa de Santos (Laranjeiras)
14-18hs: Se Não Quiser Me Dar Me Empresta - Avenida Vieira Souto, esquina com rua Vinícius de Moraes (Ipanema)
16-20hs: Boka de Espuma - Rua Marques de Olinda, esquina com Bambina (Botafogo)
16-20hs: Empolga às 9 - Praia de Ipanema, Posto 9 (Ipanema)
17-20hs: Banda do Arroxo - Rua Belfort Roxo, esquina com rua Ministro Viveiros de Castro (Copacabana)
18-20hs: Larga a Onça, Alfredo! - Rua Ipiranga, em frente ao Nº 49 (Laranjeiras)
18-20hs: Mistura de Santa - Castelo de São Valentim, rua Almirante Alexandrino (Santa Teresa)

3 de Fevereiro, quarta-feira
20-23hs: Libertos do Arquivo - Praça da República 173, Arquivo Nacional (Centro)
20-23hs: Regula Mas Libera - Rua Teófilo Otoni, esquina com rua da Quitanda (Centro)

4 de Fevereiro, quinta-feira
18-20hs: Cobra Sarada - Rua Gago Coutinho, em frente ao Parque Guinle (Laranjeiras)
18-22hs: Mostra o Fundo que Eu Libero o Benefício - Rua da Quitanda, esquina com rua da Alfândega (Centro)
18-23hs: Batuke Nuclear - Rua da Candelária 65, esquina com Teófilo Otoni (Centro)
19-23hs: Banda da Rua do Mercado - Praça XV de Novembro (Centro)
20-23hs: Bloco dus Impussivi - Rua Lélio Gama, esquina com avenida Chile (Centro)
20-01h: Badalo de Santa Teresa - Largo das Neves (Santa Teresa)


5 de fevereiro, sexta-feira
15-19hs: Carmelitas - Rua Dias de Barros, esquina com a Ladeira de Santa Teresa (Santa Teresa)
15-19hs: Bloco dos Aposentados - Buraco do Lume, avenida Nilo Peçanha (Centro)
17-21hs: Bloco Virtual - Avenida Atlântica - Posto 1 - no Calçadão (Leme)
18-20hs: Boca que Fala - Rua da Imprensa (Centro)
19-22hs: Banda do Lido - Rua Ronald de Carvalho, entre rua Viveiros de Castro e av. Nª Sª de Copacabana
19-22hs: Vestiu uma Camisinha Listrada e Saiu por Aí - Buraco do Lume, av. Nilo Peçanha (Centro)
20-23hs: Rola Preguiçosa, Tarda Mas Não Falha - Rua Maria Quitéria, esquina com Epitácio Pessoa (Ipanema)
20-24hs: Boêmios da Lapa - Praça Cardeal Câmara (Arcos da Lapa)
20-24hs: Embaixadores da Folia - Buraco do Lume, av. Nilo Peçanha (Centro)
21-23hs: Senta que Eu Empurro - Rua Artur Bernardes, nº 26-A (Catete)

Bloco do Barbas
6 de fevereiro, sábado
8-13hs: Céu na Terra - Largo dos Guimarães (Santa Teresa)
9-13hs: Bloco da Favorita - Av. Infante Dom Henrique, próximo a Marina da Glória (Aterro)
9:30-14hs: Cordão da Bola Preta - Rua Primeiro de Março, entre rua Buenos Aires e rua do Rosário (Centro)
10-14hs: Dois pra Lá Dois pra Cá - ´Rua Álvaro Ramos, 11 (Botafogo)
10-14hs: Empolga Às 9 - Avenida Atlantica, altura do Posto 6 (Copacabana)
10-14hs: Escangalha! - Rua Orsina da Fonseca (Gávea)
11-14hs: Multibloco - Rua do Senado entre Riachuelo e Mem de Sá (Centro)
13-15hs: Bloco do Show do Antonio Carlos - Rua do Russel, 434 (Glória)
15-18hs: Ulalá Balancê - Avenida Atlântica, altura do Posto 6 (Copacabana)
15-20hs: Os Imóveis - Rua Souza Lima, em frente ao nº 121 (Copacabana)
16-19hs: Fogo na Cueca - Rua Maestro Francisco Braga (Copacabana)
16-20hs: Acadêmicos dos Arcos - Travessa do Mosqueira, esquina com Visconde de Maranguape (Lapa)
16-20hs: Banda Sá Ferreira - Avenida Atlântica, esquina com Sá Ferreira (Copacabana)
16-20hs: Bloco do Barbas - Rua Assis Bueno, esquina com Arnaldo Quintela (Botafogo)
16-20hs: Galo da Santa Clara - Rua Santa Clara, em frente ao nº 415 (Copacabana)
16-20hs: Harmonia de Copacabana - Avenida Atlântica, esquina com Siqueira Campos (Copacabana)
17-20hs: O Remedio É o Samba - Avenida Atlantica, esquina com Xavier da Silveira (Copacabana)
17-21hs: Carioca da Gema - Rua dos Arcos, 24 - em frente à Fundição Progresso (Centro)
17-21hs: Rebarbas - Praça Mauro Duarte (Botafogo)
17-21hs: Toco-Xona - Praça Joia Valansi (Botafogo)
17:30-22hs: Banda de Ipanema - Rua Jangadeiros, esquina com Gomes Carneiro (Ipanema)
18-20hs: De Palhaço e de Louco Todo Mundo Tem um Pouco - Praça Jardim Laranjeiras, rua General Glicério (Laranjeiras)
18-21hs: Pinta Mas Não Borra - Rua Voluntários da Pátria, nº 34 (Botafogo)
18-22hs: Aconteceu - Largo das Neves (Santa Teresa)
18-22hs: Amigos do Catete - Rua Dois de Dezembro, esquina com rua do Catete (Catete)
19-22hs: Estica do Flamengo - Praça Sandro Moreira (Flamengo)

Simpatia é Quase Amor (Tomaz Silva/Agencia Brasil)
7 de Fevereiro, domingo
9-17hs: Cordão do Boitatá - Praça XV de Novembro (Centro)
10-13hs: Fanfinha - Praça Chaim Weizman (Botafogo)
10-14hs: Bangalafumenga - Aterro do Flamengo, entre o MAM e a Marina da Glória (Aterro)
10-14hs: Areia - Rua Dias Ferreira, entre a Avenida Bartolomeu Mitre e a Rua General Urquiza (Leblon)
11-15hs: Laranjada Samba Clube - Praça Jardim Laranjeiras, rua General Glicério (Laranjeiras)
15-19hs: Banda do Lindinho - Praça do Lido (Copacabana)
15-20hs: Os Imoveis - Rua Souza Lima, em frente ao nº 121 (Copacabana)
15-22hs: Turbilhão Carioca - Praça dos Patins (Lagoa)
16-19hs: Folia do Galo - Rua Julio de Castilho, esquina com Raul Pompéia (Copacabana)
16-20hs: Acadêmicos dos Arcos - Travessa do Mosqueira, esquina com rua Visconde de Maranguape (Lapa)
16-20hs: Banda Sá Ferreira - Avenida Atlântica, esquina com Sá Ferreira (Copacabana)
16-20hs: Simpatia é Quase Amor - Praça General Osório (Ipanema)
16-20hs:Toca Rauuul! - Praça Tiradentes (Centro)
16-20hs: Cabeça de Chave - Rua Duvivier, nº 40 (Copacabana)
16-20hs: É do Pandeiro! - Praça São Salvador (Laranjeiras)
16-21hs: Fanfarani -  Praça Chaim Weizman (Botafogo)
17-19hs: Gladiadores de Copacabana - Avenida Atlântica, esquina com rua Constante Ramos (Copacabana)
17-20hs: Banda do Bairro Peixoto - Avenida Atlântica, 2600 (Copacabana)
17-20hs: Choppinho da Paula Freitas - Rua Paula Freitas com avenida Atlântica (Copacabana)
17-21hs: Badalo de Santa Teresa - Rua Paschoal Carlos Magno (Santa Teresa)
17-21hs: Cachorro Cansado - Praça José de Alencar (Flamengo)
17-22hs: Banda da Glória - Rua da Glória, esquina com Cândido Mendes (Glória)
17-22hs: Império da Folia - Rua Bento Lisboa, nº 76 (Catete)
18-22hs: Banda da Inválidos - Rua dos Inválidos, entre Mem de Sá e Henrique Valadares (Centro)
18-22hs: Foliões de Botafogo - Praça Mario Duarte (Botafogo)
18-23hs: Balança Teresa - Largo das Neves (Santa Teresa)
18-23hs: Banda da Amizade - Rua Tadeu Kosciusko (Lapa)


8 de Fevereiro, segunda-feira
9-15hs: Largo do Machadinho, Mas Não Largo do Suquinho - Largo do Machado (Catete)
9:00hs: Corre Atrás - rua Dias Ferreira, entre a Avenida Bartolomeu Mitre e a Rua General Urquiza (Leblon)10-14hs: Afroreggae - rua Primeiro de Março, entre Buenos Aires e rua do Rosario (Centro)
10-14hs: Sargento Pimenta - Aterro do Flamengo, entre o MAM e a Marina da Glória (Aterro)
11-15hs: Banda Clube Nobre do Bairro Peixoto - avenida Atlântica, esquina com Siqueira Campos (Copacabana)
12-15hs: Dinossauros Nacionais - largo de São Francisco (Centro)
12-16hs: Carvalho em Pé - rua Visconde de Caravelas, em frente ao nº 21 (Botafogo)
14-17hs: Sem Noção - rua dos Arcos, em frente à Fundição Progresso (Lapa)
15-17hs: Filhos da Martins - rua Carlos de Carvalho (Lapa)
15-18hs: Brasília Amarela - largo de São Francisco (Centro)
15-19hs: Pede Passagem - rua Jardim Botânico 997, em frente ao Jóquei (Gávea)
15-20hs: Os Imóveis - rua Souza Lima, em frente ao nº 121 (Copacabana)
16-19hs: Afoxé Filhos de Ghandi - avenida Atlântica, altura do Posto 6 (Copacabana)
16-19hs: Afoxé Raízes Africanas - avenida Atlântica, altura do Posto 6 (Copacabana)
16-19hs: Afoxé Ylê Alá - avenida Atlântica, esquina com Santa Clara (Copacabana)
16-19hs: Engata no Centro - rua Ubaldino do Amaral, entre rua Carlos de Carvalho e rua do Senado (Centro)
16-20hs: Acadêmico dos Arcos - travessa do Mosqueira, esquina com rua Visconde de Maranguape (Lapa)
16-20hs: Banda de Ipanema Infantil - praça General Osório (Ipanema)
16-20hs: Banda Sá Ferreira - avenida Atlantica, esquina com Sá Ferreira (Copacabana)
16-20hs: Cabeça de Chave - rua Duvivier 40 (Copacabana)
16-20hs: Império da Cruzada- avenida Ataulfo de Paiva, entre Bartolomeu Mitre e João Lira (Leblon)
16-20hs: Pega Rex Social Clube - rua Vinicius de Morais, esquina com Nascimento Silva (Ipanema)
16-21hs: Associação Carnavalesca Infiéis - Largo Alexandre Herculano, em frente ao Real Gabinete Portugues de Leitura (Centro)
17-20hs: Bloco de Segunda - rua Marques, atrás da Cobal do Humaitá (Botafogo)
17-20hs: Choppinho da Paula Freitas - rua Paula Freitas, esquina com avenida Atlântica (Copacabana)
17-20hs: Picada de Primeira - rua dos Arcos 24, em frente à Fundição Progresso (Lapa)
17-21hs: Arteiros da Glória - rua da Glória 190 (Gloria)
17-21hs: Balança Meu Catete - rua do Catete, esquina com Buarque de Macedo (Catete)
17-21hs: Confraria do Peru Sadio - avenida Atlântica 514, em frente ao Sindicato do Chopp (Copacabana)
17-22hs: A Nega Endoidou - Largo de Santa Rita (Centro)
18-20hs: Mistura de Santa - Castelo São Valentim, rua Almirante Alexandrino (Santa Teresa)
18-20hs: Aconteceu - Largo dos Guimarães (Santa Teresa)
18-22hs: Banda da Inválidos - rua dos Inválidos, entre Mem de Sá e Henrique Valadares (Centro)
18-23hs: Banda da Amizade - rua Tadeu Kosciusco (Lapa)
19-21hs: Bambas do Catete - Praça do Poeta (Catete)
19-22hs: Estica do Flamengo - Praça Sandro Moreira (Flamengo)

Vagalume o Verde
9 de Fevereiro, terça-feira
10-14hs: A Rocha da Gávea - Praça Santos Dumont (Gávea)
10-14hs: Carmelitas - Largo do Curvelo (Santa Teresa)
10-14hs: Vagalume o Verde - rua Jardim Botânico, esquina com Pacheco Leão (Jardim Botânico)
11-14hs: Banda do Jorge - Buraco do Lume, avenida Nilo Peçanha (Centro)
11-15hs: Bagunça Meu Coreto - Praça São Salvador (Laranjeiras)
11-15hs: Sobrinhos do Tio Bio - rua Ataulfo de Paiva, esquina com Rainha Guilhermina (Leblon)
13-17hs: Cheiro na Testa - Largo dos Guimarães (Santa Teresa)
14-20hs: Cardosão de Laranjeiras - rua Cardoso Junior, esquina com Laranjeiras (Laranjeiras)
15-17hs: Mocidade Dependente de Deus - Praia do Flamengo 72 (Flamengo)
15-19hs: É Tudo ou Nada?! - rua Humaitá 80 (Botafogo)
15-19hs: Orquestra Voadora - Aterro do Flamengo, altura da Praça Luis de Camões (Aterro)
15-19hs: Rio Maracatu - avenida Vieira Souto, em frente ao Posto 8 (Ipanema)
15-20hs: Os Imóveis - rua Souza Lima, em frente ao nº 121 (Copacabana)
16-19hs: Bloco do Rock - Praça Tiradentes (Centro)
16-20hs: Acadêmicos dos Arcos - Travessa do Mosqueira, esquina com rua Visconde de Maranguape (Lapa)
16-20hs: Banda do Peru Pelado - avenida Atlântica, esquina com Republica do Peru (Copacabana)
16-20hs: Banda da Sá Ferreira - avenida Atlântica, esquina com Sá Ferreira (Copacabana)
16-20hs: Empurra que Pega do Leblon - avenida Ataulfo de Paiva, entre Bartolomeu Mitre e João Lira (Leblon)
16-20hs: Katuka Que Ela Pula - rua Euclides da Rocha, em frente ao 421 (Copacabana)
17-19hs: Clube do Samba - avenida Atlântica, entre a rua Sá Ferreira e a Almirante Gonçalves (Copacabana)
17-20hs: Meu Bem, Volto Já - avenida Princesa Isabel, altura da Barata Ribeiro (Copacabana)
17-20hs: Visita Fofoqueira - Praça Coronel Castelo Branco (Centro)
17-21hs: Cachorro Cansado - Praça José de Alencar (Flamengo)
17-21hs: Largo do Machado Mas Não Largo do Copo - Largo do Machado (Catete)
17-21hs: Só Pra Ver no que Vai Dar - rua Arnaldo Quintela, esquina com Oliveira Fausto (Botafogo)
17-22hs: Banda da Glória - rua da Glória, esquina com Cândido Mendes (Gloria)
17-22hs: Bloco do Uhh! - Praça Serzedelo Correa (Copacabana)
17:30-22hs: Banda de Ipanema - rua Jangadeiros, esquina com Gomes Carneiro (Ipanema)
18-21hs: Agitoê - rua do Teatro (Centro)
18-21hs: Desculpa pra Beber - estacionamento da Cobal do Humaitá (Botafogo)
18-22hs: ASPA Amigos da Sueca da Pedro Américo - rua Pedro Américo 363 (Catete)
18-22hs: Banda da Inválidos - rua dos Inválidos, entre Mem de Sá e Henrique Valadares (Centro)
18-22hs: Banda das Quengas - avenida Mem de Sá, entre Praça da Cruz Vermelha e Carlos de Carvalho (Centro)
18-22hs: Enxota que Eu Vou - Praça Tiradentes (Centro)
18-23hs: Banda da Amizade - rua Tadeu Kosciusco (Lapa)
19-23hs: Último Gole - Parque dos Patins (Lagoa)

Escravos da Mauá
10 de Fevereiro, quarta-feira de cinzas
11-15hs: Super Mário Bloco - Mirante do Rato Molhado, rua Aprazível (Santa Teresa)
16:20-21hs: Planta na Mente - Praça Cardeal Câmara, Arcos da Lapa (Lapa)
17-19hs: Bloco da Apuração dos Embaixadores da Folia - av Gomes Freire 533 (Lapa)
17-21hs: Batuque das Meninas - Largo do Machado (Catete)

11 de Fevereiro, quinta-feira
21-24hs: Voltar pra Quê? - rua Alvaro Alvim (Centro)

12 de Fevereiro, sexta-feira
20-23hs: Só Tamborins - Travessa do Mosqueira, esquina com rua Visconde de Maranguape (Lapa)


Mulheres de Chico
13 de Fevereiro, sábado
10-14hs: Quizomba - rua dos Arcos, em frente ao Circo Voador (Lapa)
16-20hs: Bafafá - praia de Ipanema, Posto 9 (Ipanema)
16-21hs: Sufridos de Copacabana - Praça Manoel Campos da Paz (Copacabana)
17-19hs: Vaca Atolada dos Embaixadores da Folia - avenida Gomes Freire 533 (Copacabana)
17-20hs: Pela Saco - praça Corumbá (Botafogo)
17-20hs: Sem Saída - rua General Severiano 76 (Botafogo)
17-21hs: Mulheres de Chico - praia do Leme, próximo ao Costão (Leme)
19-21hs: Bambas do Catete - praça do Poeta (Catete)
20-24hs: Berço do Samba - praça Cardeal Câmara, Arcos da Lapa (Lapa)

14 de Fevereiro, domingo
9-15hs: Monobloco - rua Primeiro de Março, entre Buenos Aires e rua do Rosario (Centro)
10-14hs: Fofoqueiros de Plantão - rua Jardim Botânico, esquina com Pacheco Leão (Jardim Botânico)
11-15hs: Conjunto Habitacional Barangal - avenida Vieira Souto, em frente ao Posto 9 (Ipanema)
12-16hs: Bonde da Folia - rua Fonseca Guimarães (Santa Teresa)
14-18hs: Broxadão - avenida Atlântica, esquina com Figueiredo Magalhães (Copacabana)
16-19hs: Galinha do Meio-Dia - avenida Vieira Souto, esquina com Henrique Dumont (Ipanema)
16-20hs: Boka de Espuma - rua Marquês de Olinda, esquina com rua Bambina (Botafogo)

Canarios das Laranjeiras
Fontes: Wikirio e Agencia Brasil

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Bonecos no Parque II e a Mãe África


Histórias da Mãe Africa
com música ao vivo

Neste próximo final de semana, dias 9 e 10/5 as 11h, o projeto Bonecos no Parque apresenta, no Teatro Carlos Werneck (Aterro do Flamengo), "Pérolas Negras - Histórias da Mãe Africa ", com MIMOS Brasil (Rio de Janeiro). 

As músicas do espetáculo, executadas ao vivo, são uma fusão de composições originais criadas especialmente para o espetáculo com outras da tradição popular da cultura africana. A sonoridade traz ritmos como lundu, afoxé e jongo. 

Ficha técnica:
Direção: Josué Soares
Dramaturgia e Músicas: Márcia Valéria e Josué Soares
Figurinos: Márcia Valéria
Elenco: Márcia Valéria e Josué Soares
Músicos: Michel Nascimento e Dalus Gonçalves

No sábado, 9/5, depois do espetáculo, há oficina lúdica compartilhada entre crianças e adultos

Teatro Municipal Carlos Werneck 
Parque do Flamengo - altura do numero 300 da praia do Flamengo, entre as ruas Tucumã e Cruz Lima. 

terça-feira, 31 de março de 2015

Bonecos no Parque II

A Pascoa em Coelhópolis

Duas galinhas , indignadas por serem os coelhos e, não elas, a entregarem ovos de páscoa, resolvem explodir o "chocoduto" que leva todo chocolate a Coelhópolis. Em meio a confusão, o Prefeito Coelho pede ajuda ao Tribunal da Floresta e a juíza Coruja, incapaz de julgar o caso por não saber a origem da Páscoa e dos ovos de chocolate, inicia um grande tumulto entre os bichos da floresta.

Bonecos no Parque II - Mostra de Teatro, Marionetes, Circo, Mímica e Histórias apresenta, neste final de semana:
Espetáculo: “A Páscoa em Coelhópolis”, com Fanfarra Produções
Local: Teatro Municipal de Marionetes Carlos WerneckParque do Flamengo, (Praia do Flamengo altura do No. 300)
Data: 04 e 05 de abril.
Horário: 11 hs
Faixa etária: para todo público - GRÁTIS


domingo, 1 de março de 2015

450 anos de Fundação do Rio de Janeiro

Parabéns, Cidade Maravilhosa!

Eu tinha 13 anos nas comemorações pelos 4 séculos da fundação da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Carlos Frederico Werneck de Lacerda, governador do Estado da Guanabara, tinha feito muito pelo Rio, havia o que comemorar. Mas qual a programação da festa? Não tenho ideia, só lembro que caiu do céu uma chuva de quadradinhos de papel laminado prateado, com o logotipo do IV Centenário em azul.

papel laminado IV Centenário  do Rio de Janeiro

Festejando agora seus 450 anos, nossa cidade continua linda e acolhedora, embora ainda violenta para quem vive ou está só de passagem por aqui. Criancinhas vítimas de balas perdidas, turista alemão assassinado, falta de água, ameaça de racionamento de energia. Os esforços de embelezamento, as obras do metrô, e outras iniciativas interessantes dos governos atuais, não apagam a sensação ruim com notícias tão preocupantes. Mas aí vem uma escritora apaixonada pelo Rio e levanta a moral dos cariocas com um artigo comovente que conforta nossa alma ferida. 

A águia redentora

Rosiska Darcy de Oliveira

O que melhor atesta a grandeza de uma pessoa? O senso comum acredita que seja a capacidade de enfrentar a adversidade. A coragem é sempre valorizada. Outra hipótese menos explorada seria que a grandeza se mostra na capacidade de viver a alegria. A alegria é suspeita de leviandade. Pode ser que essas duas versões às vezes se confundam e essa hipótese explicaria o destino da cidade em que, por sorte, nasci.

Amanhã o Rio completa 450 anos. Nessa já longa vida vem testemunhando uma história em que se misturam a dor e a alegria. Não é preciso na véspera do aniversário fazer o inventário das misérias que todos conhecemos. Nenhuma delas é aqui esquecida ou minimizada. “E, no entanto, é preciso cantar, mais que nunca é preciso cantar e alegrar a cidade”. Impossível festejar o aniversário do Rio sem Vinicius. E vamos concordar com ele que “é melhor ser alegre que ser triste, a alegria é a melhor coisa que existe”.

Hoje, louvando o que bem merece, é a admirável capacidade do povo carioca de ser alegre que invade o texto.

As multidões que no carnaval tomam as ruas, vindas de todo canto, e se constituem em blocos onde milhões de pessoas se divertem de graça, incansáveis, durante uma semana, são a prova dessa alegria, em que há também “um bocado de tristeza”. E de uma energia que ninguém sabe de onde vem e que os dissabores não conseguem sufocar. Em tempos de fundamentalismos delirantes, os blocos são um discurso vivo contra todos os fundamentalismos, são eles que, pela irreverência, anunciam os pecados da cidade e afirmam, pelo simples fato de existirem, sua maior virtude, a tolerância.

O carnaval é uma festa virtuosa ao contrário do que dizem os que acreditam deter o monopólio da virtude. Se o carnaval causa problemas, e causa muitos, de barulho, mobilidade, limpeza, segurança, todas as soluções logísticas são urgentes e bem-vindas, exceto estancar essa alegria das ruas que veio para ficar.

Este ano, do fundo da Sapucaí surgiu uma águia branca, redentora, um Cristo alado pousado no asfalto, que atravessou a avenida fundindo no simbolismo o carnaval e o próprio Rio. Águia com vocação de pomba da paz, abrindo e fechando as asas em movimento protetor. Águia branca redentora, livrai-nos da ganância que prostitui o carnaval.

Abria caminho para ela um tapete de velas que, na cabeça das baianas, comemoravam o aniversário da cidade. Cada carioca deve agradecer à Portela esse momento de graça que entra para a história da cidade como uma das mais belas evocações do Rio produzidas pela arte popular, emblema do carnaval dos 450 anos.

Do que nos redime esse Cristo alado, surrealista, inspirado em Magritte? Do vício de só olhar para nossos defeitos e carências. Sofremos dos infernos de cada dia que afligem as grandes metrópoles, da falta d’água ao trânsito impossível, sem falar no mais sinistro, a violência. De mediocridade, não. De falta de criatividade, não sofremos.

Não se menospreze a alegria dos cariocas como um mito ou uma inútil peça de folclore. É um traço cultural, que melhor se mostra no carnaval, mas está presente o ano inteiro, recurso de sobrevivência precioso na luta contra um cotidiano áspero. Não fosse assim não teriam as escolas de samba nascido nos bairros mais pobres da Zona Norte nem os grandes blocos congregado os que precisam da rua, que é de todos, para brincar.

Qualidade de vida é um conceito difícil de definir e medir. Espalhadas pelo mundo há cidades afluentes onde tudo funciona bem, que levam sempre os primeiros lugares na escala de melhor qualidade de vida. Nem sempre são cidades alegres. A alegria essa palavra que, como a liberdade, o sonho humano alimenta, que também ninguém define e não há quem não entenda (perdoe-me a memória de Cecilia Meirelles pela paródia de pé quebrado), não entra em consideração nessas escolhas.

Não só alegre, o Rio é uma cidade inteligente. Inventa, não copia. Recebe todos, brasileiros ou não, para fazê-los seus. Inimitável, é ela a mãe nossa de cada dia. Rebelde, vive os paroxismos dos inconformados, diaba solta nas suas próprias ruas, nas vielas, testemunha e herdeira de descaminhos, erros e desgovernos. E se pergunta, desolada, por que não foi mais feliz.

Compõe então suas melhores canções, que exprimem a vocação de poesia que, para além do bem e do mal, emerge do espelho. Do espelho do mar. O mar que insiste em chamá-la de linda, em amá-la dia e noite, como se fosse perfeita. O mar que a consola, embala, perdoa. O mar que é como todos nós, seus filhos devotos e amantes incondicionais.

(extraído do blog do Noblat)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Forca

Fim do Silêncio ou Grito Silencioso

Mais Vida