sábado, 8 de outubro de 2011

Inseguros e timidos

'A personalidade insegura não tem uma base de idéias firme. É como um navio cujo piloto não sabe a que porto se dirige. Balança ao sabor dos acontecimentos. Os pressentimentos negativos quanto ao futuro deixam-na apavorada. Deprime-se por qualquer apreensão pessimista. Tem a a sensação de ser arrastada de cá para lá por forças desconhecidas. Como não tem uma fé profunda, acaba por dar valor a qualquer coisa que se lhe apresente como tábua de salvação. E acaba caindo na crendice e na superstição.

Esse homem duvida, duvida sempre. Tem a impressão de estar continuamente na encruzilhada de um caminho sem saber exatamente qual a vereda que deve escolher. Não tem critérios de opção. Isso o angustia. Será que acertei? Que será de mim no futuro? Na realidade, para onde me dirijo? Poderei ser feliz algum dia? Falta-lhe esse tranquilo abandono de quem sabe que se encontra nas mãos de um Pai amoroso que está mais interessado na sua felicidade do que ele próprio. Esse homem flutuante, intranquilo, sofre muito. Dá pena. Está com saudades de um lar, de proteção, de segurança. Está precisando de Deus.' (Fortaleza, Rafael Llano Cifuentes - Quadrante)

Foto de João Quental

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Forca

Fim do Silêncio ou Grito Silencioso

Mais Vida