domingo, 23 de janeiro de 2011

A Alegria

Há certas verdades que precisam ser lidas e ouvidas vezes sem fim, para se incorporarem a nós e se tornarem uma segunda natureza. São as verdades que valem a pena e que busco, dia após dia.


"Um campo importante em que devemos semear alegria a mãos cheias é a familia. A tônica dominante do lar deve ser a do sorriso habitual, mesmo que estejamos cansados ou haja assuntos que nos preocupem. Esse estilo otimista, cordial e afável de nos comportarmos é também "a pedra caída no lago", que provoca uma onda mais ampla, e esta outra, e mais outra, criando um clima grato em que é possível conviver (...)

Pelo contrário, um gesto severo, intolerante, pessimista, reiterativo..., afasta os outros (...). São Tomás diz que ninguem pode suportar por um dia sequer uma pessoa triste e desagradável e que, portanto, todos os homens estão obrigados, por um certo dever de honestidade, a conviver amavelmente com os outros." (Falar com Deus - Francisco Fernandez-Carvajal)


Lake Christobel, NZ (foto de Alastair Smith)

2 comentários:

Anderson Wasser disse...

É sempre muito bom ouvir verdades simples como esta, que no entanto arrisco a afirmar que a maioria das pessoas se esquecem na correria do dia a dia.
Obrigado!

Stella Halley disse...

Olá Anderson! Seguir esse princípio é fácil quando tudo corre bem. Diante das contrariedades diárias é que a coisa pega. Boto no blog para lembrar a mim mesmma. Um abraço,
Stella

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fim do Silêncio ou Grito Silencioso

Mais Vida