quinta-feira, 5 de julho de 2012

Paraty antes da FLIP


Paraty tem muitas pousadas, restaurantes, gente interessante e interessada em divulgar a cidade. Da iniciativa da inglesa Liz Calder nasceu a FLIP. Mas também há o Festival da Cachaça, do Camarão, de Cinema, de Choro e Samba, Encontro com os povos indígenas, e muitas outras festas e festivais durante o ano inteiro. Basta consultar o calendário de eventos. Pessoalmente, prefiro a cidade mais vazia e evito as épocas mais concorridas.

Estar em Paraty é uma festa. E um encontro com nosso tempo mais lento, propício à observação da natureza, da bela arquitetura colonial, das vitrines de lojas bem abastecidas de tentações para a vista e a gula. E nem pensar em deixar a cidade sem provar o sorvete Miracolo, bem instalado na praça da Igreja da Matriz. Já estou sonhando com a volta...



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Forca

Fim do Silêncio ou Grito Silencioso

Mais Vida